Quinta, 25 de abril de 2019
(86) 99915-1055
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Brasil - MIlitares

Postada em 11/01/2019 ás 19h59

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

Militares:Canetada de Bolsonaro pode resolver a questão
“Militares não são problema. É só o presidente dar uma canetada que resolve a questão”, diz Mourão
Militares:Canetada de Bolsonaro pode resolver a questão

“Militares não são problema. É só o presidente dar uma canetada que resolve a questão”, diz Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão disse que os militares não serão um problema para a reforma da Previdência, sinalizando que haverá uma contribuição para o esforço do país para tentar resolver o déficit das contas públicas. A declaração foi noticiada hoje (11) pelo G1, no blog do Camaroti.

"Os militares não são problema. É só o presidente dar uma canetada e resolve a questão", ressaltou o vice-presidente, numa referência a possibilidade da edição de uma medida provisória.

Ele ressalta, porém, que essa mudança nas regras dos militares não será feita dentro da emenda constitucional da reforma da Previdência. Isso porque "os militares não tem regime de Previdência", e sim um regime próprio.

"O militar desconta para um sistema de pensão. E quando passa para a reserva, o militar fica imobilizável. Ou seja, sempre à disposição”, reforçou Mourão.

"E também não há déficit militar, pois o governo não contribui para o sistema", reforçou.

Segundo Mourão, as Forças Armadas já conversaram sobre o tema. Entre as possibilidades, se discute passar o tempo de serviço do militar de 30 anos para 35 anos.

E também que pensionistas passem a contribuir com 7,5% ao regime de previdência dos militares. Hoje, não há contribuição dos pensionistas. As pensões para dependentes são integrais.

Na reforma mais recente que atingiu os militares, feita em 2001 por meio de medida provisória no governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), ficou extinta a pensão vitalícia para filhas de integrantes das Forças Armadas a partir daquela data.

No país, as regras atuais permitem que militares – homens e mulheres - se aposentem com salário integral após 30 anos de serviços prestados.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil -O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, no Palácio do Planalto

Fonte: G1

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium