Domingo, 15 de setembro de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Brasil - TELEMEDICINA

Postada em 07/02/2019 ás 09h57 - atualizada em 07/02/2019 ás 14h54

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

O que é telemedicina? As novas regras para esse campo no Brasil
Telemedicina: CFM abre prazo de 60 dias para contribuições
O que é telemedicina? As novas regras para esse campo no Brasil

MÉDICO TIRA FOTO DE GAROTO ANTES DE UMA CIRURGIA EM HANÓI

 

O Conselho Federal de Medicina (CFM) abriu prazo de 60 dias para receber contribuições relativas à Resolução nº 2.227/2018, que atualiza critérios para a prática da telemedicina no Brasil. Podem participar do processo conselhos regionais de medicina (CRMs) e demais entidades médicas.

A diretoria do CFM se reuniu ontem (6), em Brasília, com os presidentes dos 27 conselhos regionais (CRMs). Durante o encontro, foram discutidos pontos relativos à publicação da resolução, que tem previsão de entrada em vigor em maio.

“O CFM concordou em receber dos CRMs, das entidades médicas e da categoria propostas para o aperfeiçoamento da norma. Elas serão analisadas e poderão ser implementadas, após deliberação do plenário do Conselho Federal de Medicina”, informou a entidade.

O detalhamento de como a consulta pública será conduzida será disponibilizado no site do CFM ainda esta semana.

Resolução

A Resolução nº 2.227/2018 autoriza a realização de consultas online, telecirurgias e telediagnóstico, entre outras formas de atendimento à distância. O texto estabelece a telemedicina como exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção de saúde, podendo ser realizada em tempo real ou offline.

Para o CFM, as possibilidades que se abrem com a mudança normativa são “substanciais”, mas precisam ser utilizadas por médicos, pacientes e gestores “com obediência plena” às recomendações. No âmbito da saúde pública, o órgão considera a inovação “revolucionária” ao permitir a construção de linhas de cuidado remoto, por meio de plataformas digitais.

Polêmica

Ontem (6), o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul e a Associação Médica do Rio Grande do Sul publicaram nota conjunta esclarecendo que não participaram do processo de elaboração da resolução.

“Além disso, reiteram que têm inúmeras críticas e sugestões para a melhor incorporação dessa tecnologia à boa prática médica e para a saúde da população”, destacou o comunicado.

O que é telemedicina. E as novas regras para esse campo no Brasil

Até o momento, ela vem sendo utilizada principalmente como forma de obter uma segunda opinião, enviando imagens de uma lesão de pele por WhatsApp, por exemplo.

No dia 3 de fevereiro de 2019, o Conselho Federal de Medicina divulgou em seu site o teor de uma resolução por meio da qual pretende regulamentar a telemedicina no Brasil.

O termo se refere a formas de atendimento médico a distância viabilizada pela tecnologia. Por exemplo: teletriagens, consultas online, telediagnósticos, telemonitoramento e mesmo telecirurgias, realizadas com auxílio de robôs.

Até o momento, a telemedicina vem sendo realizada por médicos no Brasil principalmente como forma de obter uma segunda opinião -ou seja, o médico principal não poderia ser aquele que realiza o atendimento a distância. Muitas vezes, isso se dá de formas muito simples, com o envio de fotos pelo celular para que colegas avaliem uma lesão de pele, por exemplo.

Alguns hospitais universitários também vinham adotando a prática experimentalmente. A resolução deve ser publicada no Diário Oficial ainda nesta semana, afirma a entidade, que é uma autarquia que concentra a atribuição de regular a prática médica no Brasil.

Em uma nota publicada no portal da entidade, seu presidente, Carlos Vital, afirma que a resolução pode contribuir para levar serviços de saúde ao interior do país, e diminuir o “estrangulamento” no sistema convencional em grandes centros.

Na quinta-feira (7), a instituição realiza seu Segundo Fórum de Telemedicina, onde a nova resolução será lançada.

Saiba mais e Link para matéria:

https://www.nexojornal.com.br/expresso/2019/02/05/O-que-%C3%A9-telemedicina.-E-as-novas-regras-para-esse-campo-no-Brasil

Assuntos: telemedicina, CFM, CRM

Fonte: EBC E NEXOJORNAL

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium