Quarta, 23 de outubro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Esportes - Combate

Postada em 10/02/2019 ás 09h43 - atualizada em 10/02/2019 ás 11h37

Publicada por: Bruna Sampaio

Anderson Silva faz luta dura, mas é derrotado por nigeriano
Foi a primeira luta do "Spider" após dois anos afastado do Ultimate.
Anderson Silva faz luta dura, mas é derrotado por nigeriano

Foto: Jeff Bottari/Zuffa

Anderson Silva voltou ao octógono em um encontro de gerações e foi superado por aquele que muitos apontam como o seu "clone". Na madrugada deste domingo (10), o brasileiro foi derrotado por decisão unânime dos árbitros pelo nigeriano Israel Adesanya em duelo no peso médio na luta principal do UFC 234, em Melbourne, na Austrália. Foi a primeira luta do "Spider" após dois anos afastado do Ultimate.

O combate desta madrugada opôs dois lutadores de mesmo estilo. Anderson Silva, aos 43 anos, teve à frente Israel Adesanya, de 29. O nigeriano vinha de uma sequência de 15 vitórias consecutivas no Ultimate e manteve a invencibilidade diante de seu ídolo. O encontro se tornou a principal luta do evento após a desistência de Robert Whittaker, que enfrentaria Kevin Gastelum pelo título dos médios.

Diante de um lutador que já foi bastante citado como o seu sucessor, Silva adotou uma postura mais conservadora no primeiro round. O brasileiro viu o nigeriano tomar a iniciativa de forma respeitosa com uma variação de tentativas de socos e chutes.

No segundo round, Silva exibiu um pouco de seu repertório. Ele se arriscou a encarar o rival com a guarda baixa, encurtou a distância e equilibrou a disputa com golpes bem encaixados. Mesmo longe da melhor forma, Anderson mostrou agilidade para desviar dos golpes do adversário. No último round, apoiado pelos gritos do público, o ex-campeão dos médios tentou desestabilizar o nigeriano, que soube controlar o combate e confirmar o triunfo.

A luta em Melbourne marcou o retorno de Anderson ao UFC após dois anos. A última exibição do brasileiro havia sito em fevereiro de 2017, quando venceu Derek Brunson por decisão unânime. Depois disso, ele testou positivo para testosterona sintética (metiltestosterona) e diurético e agente mascarante (hidroclorotiazida) e ficou suspenso de novembro de 2017 a novembro de 2018.

Com o resultado, Silva se afasta da expectativa de ter uma nova chance de disputar o cinturão da categoria. O ex-campeão declarou antes da luta que Dana White, presidente do UFC, garantiu uma oportunidade para disputar o título em caso de vitória sobre Adesanya.

Fonte: UOL

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Colônia do Gurgueia Por Geney Ribeiro

Prefeita Doquinha visita o prédio onde poderá ser o Centro Cultural

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

Bispo Dom Marcos Antonio Tavoni visita comunidade Melancias em Gilbués-PI

Brasileira Por Giva Ferreira

Jayro Ferreira tem artigo de pesquisa publicado em revista internacional

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

'Papel' e 'FB' são presos após realizarem uma onda de assaltos

Oeiras Por Thainah Cortez

Aprova Oeiras prepara estudantes da rede pública de ensino para o ENEM

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium