Quarta, 19 de fevereiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
unnamed
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Política - Crise no governo

Postada em 15/02/2019 ás 12h05 - atualizada em 15/02/2019 ás 14h08

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

Crise: Bebianno avisa que só deixa o governo se tiver 'saída honrosa'
A expectativa de Bebianno é a de ser recebido pelo presidente em breve para uma conversa franca.
Crise: Bebianno avisa que só deixa o governo se tiver 'saída honrosa'

Conforme informações do jornalista Gerson Camarotti em seu blog do G1, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, em conversa com colegas de governo, deixou claro que para deixar o cargo terá que ser construída "uma saída honrosa". Na noite desta quinta-feira (14), Bebianno chegou a se encontrar com os colegas de Palácio do Planalto, os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).

Mas não esteve com o presidente Jair Bolsonaro. A expectativa de Bebianno é a de ser recebido pelo presidente em breve para uma conversa franca. Para interlocutores, Bolsonaro ainda resistia até a noite desta quinta em fazer esse encontro, e preferia que Bebianno pedisse demissão até segunda-feira (18).

Em conversas reservadas, Bebianno tem dito que faz parte do jogo o presidente mudar os integrantes da sua equipe em qualquer momento. Mas que não pode aceitar o tratamento dispensado por Bolsonaro, que acabou avalizando a fala do seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro, ao chamá-lo de mentiroso.

Depois de uma forte atuação de integrantes da área militar do governo, a temperatura da crise política baixou nas últimas horas. Na avaliação de um ministro próximo ao presidente, isso possibilitará encontrar uma solução negociada para o impasse, evitando sequelas maiores desse episódio.

Como revelou o blog, Bebianno chegou a fazer um desabafo com integrantes do governo. "Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo", alertou. "Não vou sair escorraçado pela porta dos fundos", relatou o ministro a colegas, em uma demonstração de que, se Bolsonaro quiser demiti-lo, terá que assumir o desgaste público de ter que mandar o auxiliar embora com pouco mais de um mês de governo.

No último domingo, reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" informou que Bebianno liberou R$ 400 mil de dinheiro público, do fundo partidário, para uma candidata "laranja" de Pernambuco, que concorreu a uma vaga de deputada federal e recebeu 274 votos. A "Folha" também noticiou caso semelhante envolvendo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que dirigia o diretório do PSL em Minas Gerais.

Camarotti comenta crise envolvendo ministro da Secretária Geral da Presidência  (Clique abaixo e assista)

https://globoplay.globo.com/v/7383918/

 

Fonte: Geson Camarotti

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium