Domingo, 25 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

33°

18° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Teresina Nota
01/03/2019 14h48
Por: Bruna Sampaio

FMS descarta suspeita de febre amarela em Teresina

A Gerência de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que, como responsável pelas ações relacionadas à prevenção, controle e vigilância das zoonoses, endemias e agravos relacionados a animais peçonhentos, segue um protocolo de rotina de exames para todos os primatas não-humanos (macacos, saguis) mortos que são detectados em Teresina.

De acordo com este protocolo, inicialmente é feito o exame para raiva na própria Gerência de Zoonoses; se o resultado for negativo, o próximo passo é o encaminhamento de amostras, via LACEN, para o Instituto Evandro Chagas, referência em arboviroses para o Piauí. A gerente Oriana Bezerra esclarece que, além de febre amarela, são feitos por rotina diversos exames para todos os tipos de arboviroses, além de outros vírus como o da herpes.

Foto: Divulgação/R7
Foto: Divulgação/R7

“Teresina não é uma área endêmica, ou seja, propícia para o aparecimento de febre amarela. Nós enviamos as amostras como protocolo de rotina para a vigilância, sendo que todos os resultados que temos recebido dão negativo. Ou seja, não existe essa suspeita de febre amarela”, diz.

Continua depois da publicidade

Oriana lembra ainda que a morte dos animais pode inclusive ser por outras causas, como intoxicação por agrotóxicos ou raticidas, e mesmo assim todas as possibilidades são investigadas. “É preciso que a gente conheça como é o protocolo de cada agravo, de cada enfermidade com o objetivo de não causar interpretações equivocadas em relação a esses agravos”, conclui a gerente.

Fonte: FMS
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp