Sexta, 03 de julho de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Política - Destaques

Postada em 30/03/2019 ás 10h05 - atualizada em 30/03/2019 ás 10h40

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

Hoje 30 de março, sábado - Os destaques dos principais jornais e revistas
Veja quais são as notícias de destaque hoje (30) nos matutinos brasileiros para ficar bem informado
Hoje 30 de março, sábado - Os destaques dos principais jornais e revistas

A Folha de S.Paulo dá destaque ao assunto em sua manchete e conta que a magistrada atendeu a pedido feito pela Defensoria Pública

Juíza proíbe comemorações sobre golpe de 64; Desemprego atinge 13,1 milhões de brasileiros. Jornais de sábado (30).

Após a orientação dada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Ministério da Defesa para que fossem feitas as "comemorações devidas" aos 55 anos do dia 31 de março de 1964, golpe militar que deu início à ditadura, a juíza Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara Federal em Brasília, determinou que as Forças Armadas não realizem comemorações sobre a data.

A Folha de S.Paulo dá destaque ao assunto em sua manchete e conta que a magistrada atendeu a pedido feito pela Defensoria Pública e concedeu liminar para que as Forças Armadas não façam a leitura do texto em referência ao dia 31 de março de 1964.

O matutino lembra que a decisão da juíza foi apresentada na tarde desta sexta (29) e, na prática, não surtiu efeito, já que muitos quartéis já haviam feito solenidades em referência ao dia pela manhã. Bolsonaro chegou a recuar dizendo que a ideia era "rememorar" a data.

Na decisão, a magistrada afirmou que "sobressai o direito fundamental à memória e à verdade [...] com vistas à não repetição de violações contra a integridade da humanidade". "Juíza proíbe governo de comemorar golpe de 1964", destaca a manchete da Folha.

O Globo divulga dados do IBGE sobre a taxa de desemprego no país e mostra que o índice chegou a 12,4%, com 13,1 milhões de pessoas desocupadas atualmente no Brasil. O estudo considerou o trimestre de dezembro de 2018 a fevereiro de 2019. Segundo o matutino carioca, apenas o setor de transportes abriu vagas, com alta de 133 mil pessoas, impulsionado por aplicativos como Uber e Cabify.

Desemprego fevereiro — Foto: Infografia: Diana Yukari/Editoria de Arte G1

Do outro lado, o número de pessoas empregadas caiu 1,1% em relação ao trimestre encerrado em novembro de 2018. O coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, afirmou que a alta no número de desempregados já era esperada porque janeiro e fevereiro são meses de dispensa de trabalhadores temporários contratados no final do ano anterior.

Outro dado revelado pelo IBGE é o de pessoas que desistiram de procurar trabalho: 4,9 milhões de brasileiros não estão mais procurando uma ocupação. O número ficou estável em relação ao trimestre encerrado em novembro de 2018, mas representa crescimento de 6% em relação ao trimestre de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018. "Desemprego volta a subir com economia em marcha lenta", informa anchete do Globo.

O Estado de S.Paulo também comenta o cenário de desemprego no Brasil e enfatiza que o número de pessoas com até 24 anos que desistiu de procurar emprego triplicou desde 2014 e atingiu o número de 1,76 milhão no final de 2018. O matutino explica que a crise econômica atingiu os jovens e o chamado desalento registrado nessa faixa etária tem relação com a falta de vagas de emprego.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que o número de vagas formais abertas para quem nunca trabalhou caiu 41% em 2018. Além disso, o Estadão ressalta que o mercado está pagando 8% menos aos jovens em relação ao que pagava em 2014, fator que também pode explicar o aumento na desistência de procurar por ocupação. "Em 4 anos, desalento triplica entre jovens e atinge 1,76 milhão", sublinha o título principal do Estadão.

 

 

 

Fonte: g1

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium