Domingo, 29 de março de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
Curiosidades

Curiosidades

Curiosidades Coluna de notícias curiosas.

[email protected]

86 9 9834-2372

Geral - Curiosidades

Postada em 04/04/2019 ás 09h09 - atualizada em 04/04/2019 ás 09h10

Publicada por: Curiosidades

Acordar a meio da noite para urinar pode ser sinal precoce de infarto
As probabilidades de sofrer de hipertensão são altas.
Acordar a meio da noite para urinar pode ser sinal precoce de infarto

Foto: Reprodução

Despertar de noite para fazer xixi foi associado a uma probabilidade 40% maior de sofrer de pressão arterial elevada, levando os especialistas a recomendar a redução da ingestão de sal de modo a prevenir o aparecimento da condição. E quantas vezes mais se levanta para urinar, maiores são as probabilidades de sofrer de hipertensão.

A patologia é preocupante porque quando não é tratada pode provocar ataques cardíacos súbitos e enfartes. Estima-se que em Portugal um em cada quatro adultos sofra de hipertensão.

O médico Satoshi Konno do Hospital Tohoku Rosai, no Japão, questionou 3,749 indivíduos, que haviam sido avisados para diminuírem o consumo de sal.

Comparativamente aos países ocidentais, estima-se que em média a população japonesa consuma mais sal e apresente igualmente uma maior predisposição para ter uma maior sensibilidade ao sal, o que significa que a pressão arterial destes indivíduos sobe exponencialmente conforme a quantidade que ingerem.

Konno disse em declarações à publicação britânica The Sun: “O consumo médio de sal no Japão é de aproximadamente 10 gramas por dia, o que é mais do dobro do que a ingestão no resto do mundo, que ronda as 4 gramas”.

“Este consumo excessivo está relacionado com a preferência na alimentação dada ao marisco e a alimentos que têm como base a soja”.

A professora Barbara Casadei da Universidade de Oxford, no Reino Unido, explicou: "Mais de mil milhões em todo o mundo sofrem de pressão alta, sendo que esta é uma das principais causas de morte prematura e foi responsável por quase 10 milhões de morte em 2015”.

A nova pesquisa foi apresentada na Japanese Circulation Society.

Fonte: Noticias ao minuto

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium