Sábado, 24 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

19° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília
Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.
Política Lula
24/04/2019 11h30 Atualizada há 2 anos
Por: Jornalista Milton Atanazio

STJ reduz pena de Lula e ele pode sair neste ano

Os principais jornais do país repercutem a decisão da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, por unanimidade, reduziu a pena aplicada ao ex-presidente Lula no processo sobre o tríplex no Guarujá.

Em sua manchete, a Folha de S.Paulo destaca que a pena de Lula, inicialmente fixada em 12 anos e 1 mês de prisão, foi reduzida para 8 anos, 10 meses e 2 dias.

Redução da pena pode facilitar ida de Lula para o regime semiaberto — Foto: Reprodução/JN
Redução da pena pode facilitar ida de Lula para o regime semiaberto — Foto: Reprodução/JN

O matutino lembra que essa foi a primeira vez que um tribunal superior analisou a ação que levou à condenação e prisão do ex-presidente. Com a decisão do STJ, Lula pode deixar a cadeia em setembro deste ano, beneficiado pela progressão para o regime semiaberto.

A Folha lembra que, em 2017, a sentença determinada pelo então juiz Sérgio Moro foi de 9 anos e 6 meses de prisão. Na segunda instância, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) aumentou a pena para 12 anos e 1 mês. Apesar da possibilidade de deixar a prisão em setembro, Lula é réu em outras oito ações penais e eventuais condenações podem mudar a situação do ex-presidente.

No caso do sítio de Atibaia, por exemplo, a Folha destaca que Lula já foi condenado em 1ª instância e aguarda decisão do TRF-4 sobre o caso. “STJ reduz pena, e Lula pode deixar a cadeia neste ano”, sublinha a manchete da Folha.

Depois de uma sessão que durou mais de 9 horas, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta terça-feira (23) a proposta de reforma da Previdência elaborada pelo governo e encaminhada ao Congresso em fevereiro.

Fonte: g1
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp