Domingo, 15 de dezembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
(61) 98191-9906
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília

Jornalista Milton Atanazio Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.

[email protected]

(61) 98191-9906

Política - TSE

Postada em 04/05/2019 ás 12h00 - atualizada em 04/05/2019 ás 12h20

Publicada por: Jornalista Milton Atanazio

TSE ouvirá jornalistas da Record em ação do PT contra Bolsonaro
O presidente é acusado do uso indevido do veículo de comunicação em favor dele
TSE ouvirá jornalistas da Record em ação do PT contra Bolsonaro

Reprodução Bolsonaro durante entrevista para a Record nas eleições de 2018

TSE ouvirá jornalistas da Record em ação do PT contra Bolsonaro

O corregedor-geral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Jorge Mussi, vai ouvir jornalistas da TV Record em ação de investigação judicial eleitoral movida pelo PT em dezembro de 2018, que pede a inelegibilidade de Jair Bolsonaro.

O presidente é acusado do uso indevido do veículo de comunicação em favor dele. Serão ouvidas 6 pessoas em 15 de maio.

A decisão (eis a íntegra) é do dia 23 de abril e foi divulgada pelo site Consultor Jurídico nesta 5ª feira (3.mai.2019).

Segundo petição apresentada pela coligação “O Povo Feliz de Novo”, formada por PT, PC do B e Pros, houve “exposição desproporcional” de Bolsonaro no grupo de comunicação.

Para a coligação, esse “abuso” se deu “especialmente” a partir de 29 de setembro de 2018, quando o bispo Edir Macedo, dono da emissora, declarou apoio então candidato do PSL.

A coligação alega que tanto o canal de TV aberta quanto o site R7 ofereceram mais espaço e de forma mais benéfica a Bolsonaro durante o período eleitoral.

Entre os jornalistas que serão ouvidos em 15 de maio estão Eduardo Ribeiro, que entrevistou Bolsonaro no mesmo dia em que houve debate com demais presidenciáveis, e Luciana Barcellos, ex-chefe de redação do jornal da Record.

Também falarão ao TSE o editor-executivo do site The Intercept Brasil, Leandro Demori, e o fundador Glenn Greenwald. O portal publicou reportagem sobre orientações da Recordpara cobertura da campanha presidencial.

O ministro, no entanto, negou os depoimentos pessoais de:

Edir Macedo – proprietário do Grupo Record; Douglas Tavolaro – ex-vice-presidente de Jornalismo da Rede Record; Marcio Pereira dos Santos – diretor de Recursos Humanos do Grupo Record; Thiago Antunes – diretor de Conteúdo de Jornalismo da Record TV; Domingos Fraga Filho – colunista do Portal R7; Celso Teixeira – diretor nacional de Comunicação na Rede Record;

 

Fonte: Poder360

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium