Quinta, 17 de janeiro de 2019
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Geral - PLC

Postada em 07/12/2017 ás 17h17 - atualizada em 07/12/2017 ás 17h25

Publicada por: Bruna Dias

CCJ aprova projeto que torna crime calúnias contra candidatos durante as eleições
Quem acusar injustamente um candidato de ter cometido um crime apenas para influenciar o resultado das eleições poderá ser punido com dois a oito anos de prisão.
CCJ aprova projeto que torna crime calúnias contra candidatos durante as eleições

Foto: Reprodução

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania aprovou nessa quarta-feira (6) o projeto que torna crime a divulgação de acusações falsas contra candidatos durante as eleições (PLC 43/2014). De acordo com o texto, quem acusar injustamente um candidato de ter cometido um crime apenas para influenciar o resultado das eleições poderá ser punido com dois a oito anos de prisão, e ainda pagar multa.

A pena será aumentada em 1/6 se o caluniador usar um nome falso ou fizer uma denúncia anônima. O relator da proposta, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), acredita que a mudança pode ajudar a combater atitudes “rasteiras e abomináveis”, que violam a democracia ao influenciar o resultado das eleições. O projeto segue agora para análise do Plenário do Senado. 

 

Fonte: Senado

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Buriti dos Lopes Por Rurik Araújo

Cadela é executada com um tiro na cabeça na porta de casa; assista o vídeo

Oeiras Por Thainah Cortez

Oeiras concede reajuste acima do piso nacional para professores pelo 2º ano

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Saúde de Lagoinha do Piauí da continuidade ao atendimento do ano letivo

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Reunião discute alto índice de demandas judiciais de medicamentos

São Gonçalo do Piauí Por Francisco Myller

Escola da Rede Municipal de São Gonçalo do Piauí aprova alunos para o IFPI.

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium