Terça, 03 de Agosto de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

21°

22° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Política Discussão
05/06/2019 10h02 Atualizada há 2 anos
Por: Bruno Paz

Projeto é retirado de pauta após questionamentos na Câmara de Floriano

Após questionamentos dos vereadores da Câmara Municipal de Floriano, um projeto de lei que estava em pauta sobre a construção da sede do Fundo de Providência, foi retirado pelo Poder Executivo do município.

O vereador Fábio Braga (PSB) informou que a polêmica aconteceu após o Executivo solicitar ao parlamento uma autorização para uma doação ao órgão, que possui aproximadamente 40 milhões em caixa.

Foto:Reprodução/Ascom governo PI - Câmara Municipal de Floriano
Foto:Reprodução/Ascom governo PI - Câmara Municipal de Floriano

“O Fundo de Providência é administrado, é gerido aqui por um grupo pequeno de pessoas, duas ou três salas resolvem para que essas pessoas trabalhem adequadamente, aí o município entende, em uma hora que se fala tanto em crise, numa hora que se fala que é preciso vender imóveis para fazer receita para investir, doar um terreno para uma entidade como o Fundo de Providência, que tem mais de trinta milhões aplicados, podendo comprar o terreno que quiser, aonde quiser e incorporar ao patrimônio dos servidores”, disse Fábio Braga.

O vereador Claudemir Rezende (MDB) também não é a favor do projeto. “Estão criando aqui um problema, dizendo que vão doar um terreno para o fundo de pensão do município. O fundo de pensão tem quarenta milhões em caixa aplicados não sei aonde, rendendo lucros, tem CNPJ próprio, então por que é que ele não compra um “terrenim” para fazer sua cede? Tem que o munícipio doar? O que eu entendi é que vai abrir um precedente aqui na Câmara, vai virar aqui uma jurisprudência. Se doar esse terreno para o fundo de pensão, aquela velha história da secretaria de saúde, rodoviária velha, o prefeito não vai nem precisar de autorização do parlamento, porque uma vez aprovada uma matéria do mesmo jeito, se torna desse jeito”, falou Claudemir.

Diante de toda essa pressão em relação aos questionamentos da pauta, ela foi retirada para que os vereadores possam estudá-la melhor.

Fonte: Folha Piauí
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp