Quinta, 27 de junho de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
(86) 99915-1055
Curiosidades

Curiosidades

Curiosidades Coluna de notícias curiosas.

[email protected]

(86) 99915-1055

Geral - Curiosidades

Postada em 13/06/2019 ás 10h24 - atualizada em 13/06/2019 ás 10h34

Publicada por: Curiosidades

Homem doa dedo do pé para bar de hotel usar em coquetel
Bar do Downtown Hotel, no Canadá, é conhecido pelo drinque 'Sourtoe'.
Homem doa dedo do pé para bar de hotel usar em coquetel

Foto: Nick Griffiths / Facebook

Um ex-comandante militar britânico fez uma doação muito especial a um longínquo hotel canadense - seu dedo do pé.

Nick Griffiths, que perdeu o dedo congelado ao competir em uma maratona de inverno em Yukon, território no noroeste canadense, enviou seu dedão do pé pelo correio para o Downtown Hotel, em Dawson City.

Ele prometeu doá-lo na esperança de voltar à região de Yukon, onde está localizado o hotel, para tomar o coquetel Sourtoe com seu próprio dedo.

É isso mesmo. O preparo do célebre coquetel requer um ingrediente inusitado: um dedo do pé humano mumificado.

Receita do coquetel existe há 40 anos

Por mais de quatro décadas, turistas e moradores vão até o bar do hotel para tomar o coquetel alcoólico de sua preferência servido com um dedo humano dissecado dentro do copo.

Um ditado local diz: "Você pode beber rápido, você pode beber devagar, mas seus lábios devem tocar o dedo do pé."

Tradicionalmente servido com uísque Yukon Gold, o dedão deve tocar os lábios de quem está consumindo a bebida, a fim de ganhar um certificado do bar.

Mais de 86 mil coquetéis Sourto e foram servidos desde 1973, quando o capitão Dick Stevenson teria encontrado um dedão preservado em uma cabine abandonada e teria tido a ideia de criar o drinque.

"Não poderíamos estar mais felizes em receber um novo dedo do pé", declarou o gerente geral do Downtown Hotel, Adam Gerle, em um comunicado.

"Eles são muito difíceis de encontrar hoje em dia e essa generosa 'doação de dedão' vai ajudar a garantir que a tradição continue."

Maratonista perdeu dedo em 2018

Griffiths, de 47 anos, estava competindo na Yukon Arctic Ultra 2018 - uma maratona de inverno de vários dias, em que os participantes podem disputar corridas de 100, 300 e 430 milhas -, mas precisou abandonar o evento quando seu pé esquerdo congelou, fenômeno conhecido como "frostbite".

Mais tarde, ele retornou ao Reino Unido, onde se recuperou no hospital.

Seu dedão foi conservado em álcool para uso médico após ser amputado.

E Terry Lee, que trabalha no bar, vai levar cerca de seis semanas para mumificar o membro com sal grosso antes de poder ser adicionado à bebida.

Gerle contou à BBC que o bar conta com cerca de quatro ou cinco dedos do pé disponíveis para servir com o coquetel, mas que "nada é mais gritante" do que um dedão.

O hotel fez apelos públicos pedindo que as pessoas doem dedos do pé amputados, mas a doação de Griffiths é "a primeira que é utilizável".

Alguns dedos foram engolidos ou roubados no passado.

Fonte: G1

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium