Terça, 22 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

28°

22° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
Gustavo Miranda
Gustavo Miranda
Publicitário por amor. Formado em Publicidade e Propaganda. Influenciador Digital.Ama Deus e a família sobre todas as coisas. Curioso é minha melhor definição que ama a profissão e busca referências e aprendizado a todo instante. Instagram: @gustavomiranda00
Especiais Empreendedorismo
23/06/2019 13h26 Atualizada há 2 anos
Por: Gustavo Henrique

Empresários se unem e potencializam negócio em Teresina

Foto: Gustavo Miranda
Foto: Gustavo Miranda

Os empresários Antônio Gomes da Silva, conhecido como “Véi Toin”, e Luiz Pimpim, se uniram para formar a MetalArt Comunicação Visual. Entre os resultados obtidos por eles, estão a melhoria da gestão e a satisfação dos clientes.

Seu Antônio falou que está dando certo e que ver futuro no negócio. “Está bom e vai melhorar, porque os planos de crescer cada dia mais. Começamos com um pequeno negócio, mas como a gente está vendo que as coisas estão dando certo e vamos comprar mais máquinas, fazer investimentos, pois a produtividade tem que ser no dia a dia. Uma boa organização deixa o cliente satisfeito, devemos fazer de tudo por eles, pois são nosso futuro. Não adianta ter um produto bom, para ser um bom empreendedor você tem que ser diferencial no mercado e dar o melhor para os clientes”, disse o empreendedor.

Ele também ressaltou a importância de reciclar lonas que sobram do material de trabalho.

Continua depois da publicidade

O calendário foi criado aqui na empresa se ele a situação que fazia a gente imprimir uma lona uma imprimir uma fachada na lona de 2 e 50 e 60, onde sobra, e fazemos a reciclagem da lona no calendário, aproveitando o que poderia ser jogado fora, o que resultou nos calendários da empresa”, disse o gestor.

Luiz Pimpim, disse que a ideia de criar a MetalArt, já veio desde quando começou em casa, e depois com duas empresas anteriores.

“Tudo começou em casa, conversamos e surgiu a ideia de fazer acontecer a marca da Metal. Eu já tinha duas empresas anteriores, porém por motivos maiores tive que fechar a loja, daí foi quando encontrei seu Antônio, que era um cliente e me perguntou se poderíamos fazer uma parceria. Não entrei com ele que veio com tudo e eu com o trabalho. O nome da empresa dele anterior era metal Gomes, foi quando sugerir a junção de nomes, que era comunicação visual, minha empresa antes e por ser tudo novo sugerir mudar. Estamos a um ano aberto, é muito difícil, mas quero conseguir as coisas, comprar uma máquina de impressão, uma de recorte, atualmente temos uma boa que dar para entrar no mercado já. Começamos bem e já podemos competir com os ‘grandes’ e melhor atender o cliente”, ressaltou.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp