Terça, 24 de setembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 99906-7459
Professor Sucupira

Professor Sucupira

Professor Sucupira Coluna do Professor Sucupira

[email protected]

86 99906-7459

Internacional - Ser diplomático?

Postada em 14/07/2019 ás 18h06 - atualizada em 14/07/2019 ás 21h03

Publicada por: Professor Sucupira

EU NÃO SEI FRITAR HAMBÚRGUER!
"Anão" diplomático
EU NÃO SEI FRITAR HAMBÚRGUER!

Eu não sei fritar hambúrguer!

Marcílio Marques Moreira, Rubens Ricupero, Paulo Tarso Flecha de Lima, Rubens Antônio Barbosa, Roberto Pinto Ferreira Abdenur, Antonio de Aguiar Patriota, Mauro Luiz Iecker Vieira, Luiz Alberto Figueiredo e Sergio Silva do Amaral, foram os embaixadores no EUA depois do processo de redemocratização no Brasil. O que há de incomum entre todos? Ingressaram no curso de preparação à carreira de diplomata do Instituto Rio Branco, já tiveram experiências como embaixadores e alguns foram professores de relações internacionais em universidades internacionais e nacionais. Eles sabiam fritar hambúrguer? Talvez alguns, mas nenhum foi indicado pelo pai e presidente do Brasil para ser embaixador como presente de aniversário. Todos tinham qualificação para assumir este cargo tão importante em um pais que é o nosso segundo maior parceiro comercial bilateral e a maior potência na geopolítica do mundo

Eu não sei fritar hambúrguer!

Congresso nacional, onde poderá ser decidido essa indicação paternal, lembre-se! José Maria da Silva Paranhos Júnior – considerado o patrono da diplomacia brasileira – ou Osvaldo Euclides de Sousa Aranha – que presidiu a   Assembleia Geral da ONU quando da partilha da Palestina em 1947 – ou ainda Sérgio Vieira de Mello – que chegou a ser cogitado a ser Secretário geral da ONU – foram exemplos de excelência diplomática. A  menção de indicar o seu filho Eduardo Bolsonaro, uma indicação paternal, é para com esses diplomatas e a história do Itamaraty, uma afronta despudorada. Caberá aos senadores do congresso nacional de livrar o Brasil de mais uma vergonha internacional não aprovando a indicação

Eu não sei fritar hambúrguer!

Neste momento em que o Brasil está em processo de retrocesso na geopolítica internacional, de estar a buscar reviver o American Way of Life dos anos pós 2ª guerra de subserviência aos EUA, de estar se tornando um anão diplomático, de alardear a compra e o uso de um Boné estampado com o nome do presidente dos EUA e de ser “amigo” do filho de Donald Trump, a possível aprovação do filho do presidente como embaixador até faz sentido, pois dentro desse atual contexto, se for para dar continuidade a esse processo de retrocesso do Brasil no cenário internacional, a função de bedel da embaixada será bem executado.

Eu não sei fritar hambúrguer!

Uma vez, um aluno me perguntou: Professor, é fácil se tornar um diplomata? Eu falei que não, pois para ser um diplomata, há uma necessidade de preparação para a carreira no Instituto Rio Branco, ter um vasto conhecimento de relações internacionais e por ser uma função de muita complexidade ter uma visão holística do mundo.  Nossa! Hoje a minha resposta seria simplesmente assim: Bom ... você não precisa de uma formação de diplomata no instituto Barão de Rio Branco. Bastará você ser filho do presidente, está fazendo aniversário de 35 anos – será seu presente de aniversário – ter feito intercâmbio para “aperfeiçoar” o inglês e saber fritar hambúrguer

Será que eu vou ter que aprender fritar hambúrguer!

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium