Segunda, 14 de outubro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
Vila Nova

Vila Nova

Seja um correspondente.

Cidades - Atividades

Postada em 15/07/2019 ás 16h54

Publicada por: R10 municípios

Nuca mobiliza campanha para obtenção do título de eleitor
A mobilização teve apoio da Comissão Intersetorial do Selo Unicef.
Nuca mobiliza campanha para obtenção do título de eleitor

Foto: Reprodução/Cidades na Net

O Núcleo de Cidadania dos Adolescentes de Vila Nova do Piauí, com o lema “#Partiu Mudar” mobiliza campanha com o objetivo de facilitar aos jovens o acesso ao processo eleitoral, ou seja, para que os jovens com idade de 16 anos adquiram o título de eleitor e possam votar.

Com essa finalidade o NUCA vila-novense, desde o dia 02 de julho, visita escolas da Rede Municipal e Estadual de Ensino para a conscientização dos jovens sobre a importância do voto e, através da entidade, orientam e encaminham para que estes solicitem e adquiram o título de eleitor.

De acordo com a mobilizadora do NUCA, Taynara Oliveira, a campanha está em continuidade, em sua segunda edição, por conta das eleições para o Conselho Tutelar que estão marcadas para ocorrer no dia 06 de outubro do corrente ano, quadriênio 2020-2023.

A mobilização teve apoio da Comissão Intersetorial do Selo Unicef através da gestão “Trabalho e Compromisso” por meio da administração do prefeito Edilson Brito.

“É uma campanha que visa a importância do voto dos jovens. Para que os jovens se integrem a esse meio, demos início a nossa campanha no dia 02 de julho fazendo uma busca nas escolas da Rede Municipal e Estadual, por adolescentes que já tenham os 16 anos completos e não têm ainda o título. Para abranger mais ainda a campanha, fizemos um cartaz e fomos até a rádio para divulgar também. No dia 11 de julho levamos alguns jovens até o Cartório Eleitoral para realizarem a emissão do título. Tudo foi realizado com apoio da comissão Intersetorial e da gestão municipal”, explicou a mobilizadora.

Antes da Constituição de 1988, adolescentes com menos de 18 anos não podiam votar. Essa foi uma das bandeiras do movimento estudantil brasileiro na década de 80. Por meio de uma grande mobilização para pressionar a Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988 a garantir o direito ao voto facultativo a jovens a partir dos 16 anos, 600 jovens lotaram as galerias do Congresso Nacional, cantaram o Hino Nacional e comemoraram a aprovação do voto facultativo para adolescentes de 16 e 17 anos de idade, pela primeira vez na história do país, por 355 a favor, 98 contra e 38 abstenções.

Em agosto de 1988, uma emenda supressiva propôs acabar com o voto facultativo para os(as) jovens de 16 e 17 anos, apresentada em nome daqueles que viam como algo “perigoso” colocar “nas mãos de crianças” os destinos da nação. A proposta foi derrotada em caráter definitivo, confirmando o direito de adolescentes ao voto facultativo na Constituição de 1988.

Fonte: Cidades na Net

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium