Segunda, 19 de agosto de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
Teresina - Teresina

Postada em 17/07/2019 ás 14h55

Publicada por: Bruna Sampaio

Venezuelanos são orientados sobre os riscos do uso de drogas
Os migrantes estão em um abrigo na zona norte de Teresina.
Venezuelanos são orientados sobre os riscos do uso de drogas

Foto: Divulgação/PMT

Os venezuelanos receberam, no CSU do Buenos Aires, zona Norte de Teresina, a visita de representantes da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI) e da Guarda Civil Municipal (GCM) para tratar sobre a prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas fora dos abrigos. A visita aconteceu na tarde de terça-feira (16).

A Gerente de Proteção Social Especial da Semcaspi, Daguimar Barbosa, disse que o encontro explicou para os migrantes sobre o perigo do uso de entorpecentes e reforçou as normas estabelecidas no abrigo. “Foi um momento em que eles tiveram acesso as informações sobre a legislação brasileira, os riscos e consequências, e uma forma de trabalhar a prevenção, caso venha a ter acesso a algum entorpecente”, disse a gerente.

A gerente também esclareceu para os venezuelanos as consequências de qualquer ato de indisciplina perante a lei nacional, e que a equipe multidisciplinar vai manter o diálogo com o objetivo de disseminar o conhecimento e acesso à informação.

“Explicamos sobre a legislação brasileira não permitir o uso de drogas ilícitas, a mendicância com crianças e as consequências legais em relação ao porte de drogas. A reunião foi bastante proveitosa e acreditamos que a abordagem inicial foi bem compreendida pelos venezuelanos”, reforçou.

Os migrantes receberam ainda a visita de um agente da Polícia Federal para orientar sobre a importância da documentação e conhecer a situação cadastral em que eles se encontram.

“Vamos buscar uma parceria para regularizar todos os venezuelanos. Dois dos indígenas tiveram a renovação do documento provisório do Registro Nacional Migratório permitida, pois tem a intenção deles é tirar o CPF, carteira de trabalho e outros documentos para buscarem um emprego. A nossa ideia é fazer um mutirão, levando até a Polícia Federal, para que a regularização de todos aconteça o mais rápido possível”, completou.

No encontro ficou decidido o reforço à segurança do abrigo, não permitindo a entrada de terceiros. A Gerência de Proteção Social Especial da Semcaspi está formatando uma rotina para que as visitas da comunidade, voluntários e instituições parceiras ocorram de modo sistemático e em comum acordo com a coordenação do abrigo.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Vilma Lima participa de feira de agricultura familiar na comunidade Piranha

Oeiras Por Thainah Cortez

Oeiras: Morro Redondo vence Briona e é campeão do Ruralzão 2019

Picos Por Jucelma Sales

Paróquia do Junco celebra missa de abertura da Semana Diocesana da Família

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

Carnaúbas vence e consegue última vaga pra final do campolargoense 2019

Campo Maior Por Wellington Siqueira

Prefeito de Campo Maior decreta luto oficial após falecimento de vereador

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium