Domingo, 05 de abril de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Campanha CCOM coronavírus
[email protected]
86 9 9834-2372
Oeiras

Oeiras

R10 municípios Correspondente do município.

[email protected]

86 9 9834-2372

Cidades - Evento

Postada em 26/07/2019 ás 15h04

Publicada por: R10 municípios

Cabeleireiros participam de palestra sobre boas práticas e Lei do Salão
A palestra contou com a participação de cabeleireiros e proprietários de salões de beleza.
Cabeleireiros participam de palestra sobre boas práticas e Lei do Salão

Foto: Divulgação/Ascom

Visando oferecer melhores condições de trabalho aos prestadores de serviço na área da beleza em Oeiras, a Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (Semic)/Sala do Empreendedor, em parceria com a Vigilância Sanitária e o Sebrae, promoveu nessa terça-feira(23), no auditório da Casa da Merenda, a palestra Salão Parceiro e Boas Práticas.

A palestra contou com a participação de cabeleireiros e proprietários de salões de beleza em Oeiras. No início da palestra, profissionais da Vigilância Sanitária falaram sobre as boas práticas para manutenção da higiene nos salões de beleza. Em seguida, a consultora do Sebrae falou sobre a Lei do Salão Parceiro, que entrou em vigor em 2016, com o objetivo de simplificar a formalização da parceria entre salões de beleza e profissionais que exercem funções de cabeleireiro, barbeiro, depilador, maquiador e manicure.

Esta legislação denomina o estabelecimento onde são prestados os serviços de Salão-Parceiro e atribui ao profissional o título de Profissional-Parceiro e traz a possibilidade de profissionais trabalharem nas funções principais do empreendimento sem que precisem ser regidos pela CLT, cortando diversos impostos do contratante, deixando o contratado com uma autonomia maior.

No contrato de Parceria são determinadas as regras a serem respeitadas entre as partes, cabendo ao Salão-Parceiro e ao Profissional-Parceiro uma série de atribuições e responsabilidades. Esse acordo entre Salão-Parceiro e Profissional-Parceiro traz vários benefícios tributários relevantes às partes envolvidas.

A consultora do Sebrae ressaltou que Contrato de Parceria tem cárter civil e assegura a inexistência do vínculo trabalhista ou da participação societária com o Salão-Parceiro, desde que esse instrumento seja homologado judicialmente.

“Firmamos essa parceria com o Sebrae para trazer esses esclarecimentos aos proprietários de salão e cabeleireiros autônomos. Na palestra, foi explicado que Salão-Parceiro tem que ser formalizado e o Profissional-Parceiro precisa ser MEI (microempreendedor individual) para fazer esse tipo de parceria com o proprietário do salão”, pontua Carla Martins, secretária municipal de Indústria e Comércio.

Apesar de proporcionar maior segurança nas relações profissionais, a legislação ainda é desconhecida por boa parte dos proprietários de salões e cabeleireiros. A palestra foi um oportunidade para tirar dúvidas sobre como realizar sua implementação e as novas rotinas que advêm da mudança da relação profissional nos salões de beleza da cidade.

Fonte: Prefeitura Municipal

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium