Sábado, 24 de agosto de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
[email protected]
(86) 99915-1055
Curiosidades

Curiosidades

Curiosidades Coluna de notícias curiosas.

[email protected]

(86) 99915-1055

Geral - Curioso

Postada em 02/08/2019 ás 14h15

Publicada por: Curiosidades

Sonda coleta amostra de asteroide pela primeira vez
Esta rocha espacial foi descoberta em 1999 e não recebeu nenhum nome
Sonda coleta amostra de asteroide pela primeira vez

Foto: Divulgação

A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) lançou, no dia 11 de julho, um vídeo que mostra a sonda Hayabusa2 completando sua segunda operação com sucesso em um movimento conhecido como touchdown. A Hayabusa2 foi lançada em 2014 para coletar amostras do Ryugu, um asteroide que orbita o sol entre a Terra e Marte e tem um diâmetro de pouco mais de meio quilômetro. Esta rocha espacial foi descoberta em 1999 e não recebeu nenhum nome até 2015. 

O vídeo divulgado pela agência mostra a espaçonave japonesa se aproximando do Ryugu e coletando a primeira amostra de material da superfície de um asteroide. As imagens foram captadas pela Cam-H, um equipamento instalado na sonda que foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a JAXA e a Universidade de Ciências de Tóquio, com recursos provindos de doações públicas. 

O estado da espaçonave é normal e a sequência de aterrissagem foi realizada conforme programado. O gerente de projetos Tsuda declarou que o segundo touchdown foi um sucesso. Após o breve pouso, a espaçonave retornou a uma posição segura acima de Ryugu. Está programado para começar seu retorno à Terra com as amostras coletadas no final do ano.

Os asteróides são pedaços remanescentes do disco de gás e poeira que se formou ao redor do sol e que nunca se fundiram em nenhum planeta. Neles existem compostos que dão pistas sobre como era o sistema solar há 4,5 bilhões de anos. O Ryugu se encaixa na categoria de asteróide do tipo C ou carbonáceo, que são formados por moléculas de carbono, conhecidas como partículas orgânicas, o que inclui aminoácidos, os blocos responsáveis pela construção das proteínas. Apesar de nem todas essas moléculas terem relação direta com biologia, os cientistas acreditam que os asteróides poderiam ter 'espalhado a matéria orgânica que gerou a vida na Terra. Cerca de três quartos dos asteróides do sistema solar são do tipo C.

Fonte: Mega Curiosa

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium