Quinta, 13 de dezembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
[email protected]
(86) 98104-5810
Cabeceiras do Piauí

Cabeceiras do Piauí

Francisco Rocha Correspondente do município.

[email protected]

(86) 98104-5810

Cidades - Desigualdade

Postada em 19/12/2017 ás 11h54 - atualizada em 19/12/2017 ás 13h31

Publicada por: Francisco Rocha

Município de Cabeceiras do Piauí tem o menor PIB per capita do Estado
Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (14), pela Fundação Cepro, em parceria com o IBGE, no auditório da APPM
Município de Cabeceiras do Piauí tem o menor PIB per capita do Estado

Vista parcial de Cabeceiras

O PIB per capita do Piauí foi de R$ 12.218,51 em 2015. O número está abaixo do PIB per capita nacional, que é de R$ 29.326,33, mas é R$ 410 mais alto que o registrado no ano anterior.

Em termos percentuais, a renda per capita do Estado cresceu 3,47% de um ano para o outro, mas a renda per capita do Piauí representa ainda menos de 42% da nacional.

No Piauí, os maiores PIBs per capita são os seguintes:  1) Baixa Grande do Ribeiro (R$ 49.866,93); 2) Uruçuí (R$ 48.817,43); 3) Ribeiro Gonçalves (R$ 34.285,13); 4) Santa Filomena (R$ 33.063,41); 5) Bom Jesus (R$ 26.497,12); 6) Currais (R$ 26.493,56) 7) Guadalupe (R$ 24.493,58) 8) Teresina (R$ 20.879,75) 9) Gilbués (R$ 16.901,63) 10) Antônio Almeida (R$ 16.801,19).

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (14), pela Fundação Cepro, em parceria com o IBGE, no auditório da APPM, e revelam grandes desigualdades dentro do território piauiense, visto que o maior PIB per capita registrado no estado, em Baixa Grande do Ribeiro (R$ 49.866,93), é dez vezes superior ao menor resultado, em Cabeceiras (R$ 4.949,09).Os menores PIBs per capita estão nos municípios de:

224) Cabeceiras do Piauí (R$ 4.949) 223) Campo Largo do Piauí (R$ 5.012) 222) São João do Arraial (R$ 5.090) 221) Curral Novo do Piauí (R$ 5.116) 220) Massapê do Piauí (R$ 5.119)

ENTENDA

O PIB é um indicador para medir a atividade econômica do país.

O PIB pode ser calculado de duas maneiras. Uma delas é pela soma das riquezas produzidas dentro do país, incluindo nesse cálculo empresas nacionais e estrangeiras localizadas em território nacional. Nesse cálculo entram os resultados da indústria (que respondem por 30% do total), serviços (65%) e agropecuária (5%). Entra no cálculo apenas o produto final vendido, por exemplo, um carro e não o aço e ferro da produção.

Fonte: Longah.com

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium