Quarta, 18 de setembro de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
[email protected]
(86) 98104-5810
Cabeceiras do Piauí

Cabeceiras do Piauí

Francisco Rocha Correspondente do município.

[email protected]

(86) 98104-5810

Cidades - Obra do açude

Postada em 18/08/2019 ás 18h57 - atualizada em 18/08/2019 ás 19h16

Publicada por: Francisco Rocha

Prefeito José Joaquim admite retirada do muro do açude em Cabeceiras
O gestor disse que a Codevasf não aceitou mudança no projeto.
Prefeito José Joaquim admite retirada do muro do açude em Cabeceiras

Muro e quiosques na margem do açude.

Sobre a representação feita ao Ministério Público pela comissão do Direito do Consumidor da OAB-PI de Barras contra a obra do açude de Cabeceiras, o prefeito José Joaquim disse ao site Longah.com que também não gosta da obra, mas que não pode mudá-la. Segundo ele, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão que financiou a obra, não aceita mudança. “A obra tem que ser entregue do jeito que foi aprovada em 2008. É um projeto de mau gosto, feio, mas a Codevasf disse que tem que ser daquele jeito”, diz o prefeito.

Ele acrescenta que a culpa pelos erros e mau gosto da obra não pode ser atribuída a ele porque a Secretaria de Meio Ambiente do Estado e a Codevasf assinaram e autorizaram o projeto. “Estamos lutando para terminar desde 2012. Foram 120 mil de recursos desviados. Venho tentando concluir as obras inacabadas com desvios de recursos. Vamos ter que concluir essa também”, comentou.

O projeto inicial, segundo o prefeito, não previa fossa e a gestão teve que elaborar o projeto executivo com a inclusão das fossas. “Quem está se preocupando agora, está se preocupando atrasado. E eu já disse para o promotor que no momento que a empresa entregar a obra, a nossa gestão manda derrubar o muro”, afirmou.

Sobre os quiosques, Joaquim disse que pediu à Codevasf para entregá-los para os comerciantes há quase três anos porque o local está sendo alvo de vândalos. "Agora o jurídico deu um parecer positivo e eu vou poder entregar os quiosques”, anunciou.

“Quanto a dizer que a obra é crime ambiental, que entre com ação contra a Secretaria de Meio Ambiente. O projeto é ruim, mas infelizmente eu não era prefeito em 2008 quando o projeto foi elaborado”, completa.

Fonte: Longah.com

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium