Segunda, 18 de novembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Nova Comunicação
Teresina - Absurdo

Postada em 23/08/2019 ás 08h07

Publicada por: Bruna Sampaio

Corpo de idosa é trocado em UPA de Teresina
O erro foi percebido pela família momentos antes do velório.
Corpo de idosa é trocado em UPA de Teresina

Foto: Divulgação/PMT

O corpo de uma idosa de 100 anos identificada como Júlia Maria de Carvalho Sousa, foi trocado depois de ser liberado da UPA do bairro Satélite, na zona leste de Teresina. O caso aconteceu na quarta-feira (21). 

O erro foi percebido pela família momentos antes do velório após uma funcionária da funerária pedir que os familiares conferissem o corpo. 

Em nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informou que na mesma data e horário, na sala de necrotério da UPA, havia outro corpo, também de uma senhora idosa e que a funerária ignorou a identificação do hospital constante da placa e não fez a verificação da identidade. Disse ainda que a família também não olhou a placa de identificação, mas que o caso foi solucionado de imediato. 

Veja a nota da FMS na íntegra: 

Acerca da troca de corpos no necrotério da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Satélite, na última quarta-feira (21), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina – PI esclarece o que segue:

1. O corpo da senhora de iniciais J. M. C.S. se encontrava no Hospital do Satélite, local no qual ela havia recebido atendimento e tinha ficado internada, todavia a funerária Pax União foi buscar o corpo na sala de necrotério da UPA do Satélite e não no hospital.

2. Na mesma data e horário, na sala de necrotério da UPA, havia outro corpo, também de uma senhora idosa, que possuía placa de identificação com o nome M. F. G. N.. A funerária ignorou a identificação do hospital constante da placa, deixando de proceder à devida verificação da identidade, ou seja, à conferência do nome do corpo ao Atestado de Óbito que a funerária tinha em mãos. A família, que estava presente, também não olhou a placa de identificação. Por sua vez, o profissional terceirizado da UPA, presente no local, não possuía o Atestado de Óbito para conferência, já que este documento ainda seria emitido após realização de exame cadavérico no Hospital Getúlio Vargas.

3.O caso foi solucionado de imediato, quando a funerária, ao perceber a troca, direcionou o corpo ao local adequado.  A Fundação lamenta profundamente o ocorrido e coloca-se à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos.

Nota da Pax União:

Sobre o fato ocorrido envolvendo a UPA do bairro Satélite, Zona Leste, a Pax União informa que prestou atendimento prévio à família, que aguardou nas dependências da funerária pela remoção do corpo do necrotério da UPA do Satélite. Todo o procedimento de liberação foi realizado pelos profissionais da referida unidade de saúde, sem a presença dos familiares para reconhecimento legal e foi reconhecido pelos familiares antes do procedimento de preparação, medida de segurança adotada em todos os atendimentos. O corpo foi reencaminhado para a UPA do Satélite para que fossem tomadas as providências de reparação pela unidade de saúde. A Pax União reitera o compromisso com o bem estar dos seus clientes.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Simplício Mendes Por Renato Pereira da Silva

Mutirão contra mosquito da dengue sobe morro do Bairro São Francisco

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Equatorial Maranhão entrega carro para moradora de Formosa da Serra Negra

Pau D'arco Por Carlos Eugênio

Castelete bicampeão do campeonato de futebol de Pau D'arco do PI

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Prefeitura de Água Branca faz melhorias na energia de escola e em bairros

Colônia do Gurgueia Por Geney Ribeiro

Colônia do Gurgueia | Profissionais de Saúde participam de aperfeiçoamento

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium