Quinta, 23 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

32°

24° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Polícia Criminoso
27/08/2019 15h21 Atualizada há 2 anos
Por: Bruna Sampaio

Preso por matar funcionária do MEC é 'maníaco em série', diz delegado

O homem preso preventivamente por matar a funcionária do Ministério da Educação (MEC) Letícia Sousa Curado Melo, de 26 anos, é tratado pela polícia como "maníaco em série".

Marinésio dos Santos Olinto, de 41 anos, foi detido nesta segunda-feira (26). Ele é investigado pela suspeita de ter cometido os seguintes crimes, sempre dentro da caminhonete prata que utilizava:.

 Foto: Polícia Civil do DF/Divulgação
Foto: Polícia Civil do DF/Divulgação

-Feminicídio de Letícia Sousa Curado Melo, de 26 anos. Ela desapareceu em 23 de agosto e o corpo foi encontrado três dias depois.

Continua depois da publicidade

-Feminicídio de Genir Pereira de Sousa, de 47 anos. Ela desapareceu em 2 de junho e o corpo dela foi encontrado 10 dias depois.

-Abuso sexual contra duas irmãs, de 18 e 21 anos. Elas usaram uma panela de ferro para conseguir fugir do carro.

-Abuso sexual contra uma jovem de 23 anos. Ela pulou do carro em movimento para evitar ser estuprada.

O delegado Veluziano Castro, um dos responsáveis pela investigação, disse que o suspeito confessou os assassinatos, mas negou a violência sexual contra Letícia.

"É comportamento de maníaco em série, perfil desviado, embora saiba perfeitamente de tudo que faz."

Ainda segundo a polícia, Marinésio permaneceu em silêncio quando confrontado com algumas provas do crime, como as imagens em que o carro dele aparece gravado por câmeras de segurança.

Fonte: G1
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp