Quarta, 18 de setembro de 2019
(86) 99915-1055
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
(86) 99915-1055
Radar Político

Radar Político

Radar Político Tudo sobre Política.

[email protected]

(86) 99915-1055

Cidades - Após denúncia

Postada em 12/09/2019 ás 17h07

Publicada por: Geysa Silva

MP quer que prefeito de Jatobá do PI exonere servidor não concursado
Gestor teria mantido servidora trabalhando sem a realização de concurso ou seletivo
MP quer que prefeito de Jatobá do PI exonere servidor não concursado

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Piauí, através do promotor Mauricio Gomes de Sousa, expediu recomendação ao prefeito de Jatobá do Piauí, José Carlos Gomes Bandeira para que o gestor determine a imediata exoneração/demissão/afastamento de toda e qualquer pessoa atualmente investida em cargo ou emprego público sem aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos

O MPPI considerou inquérito civil em referência que denota ter o município de Jatobá do Piauí mantido em seus quadros a pessoa de Sandra Maria Melo de Oliveira na condição de servidora, apesar dela não ter possuído qualquer vínculo legítimo efetivo ou temporário em seus quadros.

O órgão ministerial recomendou também que o gestor determine a imediata exoneração/demissão/afastamento de toda e qualquer pessoa atualmente investida temporariamente por mais de um ano em função pública em razão de aprovação prévia em teste seletivo e que não efetue contratação por tempo determinado para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do art. 37, IX, da Constituição Federal, sem lei municipal que explicite o caráter temporário e excepcional das hipóteses de seu cabimento.

“Solicitar que seja informado a este Órgão Ministerial, no prazo de 10 (dez) dias úteis, sobre o acatamento dos termos desta Recomendação ou o envio de ato regulamentar equivalente, se já existente, ficando ciente de que a inércia será i interpretada como não acatamento a presente recomendação”, decidiu o representante do Ministério Público.

O MPPI advertiu ainda constituir em mora o destinatário quanto às providências recomendadas, podendo seu descumprimento implicar na adoção de medidas administrativas e ações judiciais cabíveis.

Fonte: MPPI

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium