Sábado, 18 de janeiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Nova Comunicação 1
[email protected]
(89) 9 9920-1357
Picos

Picos

Jucelma Sales Correspondente do município.

[email protected]

(89) 9 9920-1357

Cidades - Em Picos

Postada em 19/09/2019 ás 10h25

Publicada por: Geysa Silva

Treze candidatos disputam as eleições para o Conselho Tutelar de Picos
O processo de votação é realizado com urnas eletrônicas, contando com reforço policial
Treze candidatos disputam as eleições para o Conselho Tutelar de Picos

Foto: Divulgação

Treze candidatos disputam as eleições para o Conselho Tutelar de Picos. A votação acontecerá no dia 06 de outubro com a posse prevista para o dia 10 de janeiro de 2020. Os eleitos para as cinco vagas terão a responsabilidade zelar pelos direitos das crianças e adolescentes pelos próximos quatro anos (2020-2024). O presidente e demais cargos são escolhidos apenas pelos novos conselheiros em um processo interno após a posse.

Nesse ano as eleições para o Conselho Tutelar estão acontecendo de forma unificada em todo o Brasil. Estão aptos a votar nos candidatos eleitores que residam no município e estejam em dia com as suas responsabilidades eleitorais. Desde o dia 19 de agosto os 13 candidatos estão em campo, em busca de votos.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Picos (CMDCA), Luiza Cunha, informou que até o início do peito a organização cabia a Comissão Eleitoral, mas desde agosto a logística está sob a responsabilidade da Prefeitura de Picos.

O processo de votação é realizado com urnas eletrônicas, contando com reforço policial para garantir a segurança do pleito, sempre muito acirrado. A escolha dos números dos candidatos se deu ainda no dia 19 de agosto.

O processo de eleições unificadas do Conselho Tutelar de Picos teve início no dia 05 de abril com a divulgação do edital. Nesse primeiro momento, 36 pessoas se inscreveram no processo, mas após a análise da documentação, seis candidaturas foram indeferidas. Até o dia da realização da prova, que aconteceu em 20 de julho, mais seis candidaturas tinham sido descartadas.

Ao final, 24 pessoas fizeram o exame que consistiu em perguntas sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Ao final, apenas treze foram aprovados, estando aptos a disputar a eleição.

Polêmicas

Como acontece em todo processo eleitoral, este também contou com algumas polêmicas. A maior delas partiu do vereador Zé Luís (PTB) que apresentou projeto de lei pedindo a extinção do exame para conselheiro para as próximas eleições. A proposta foi rejeitada pelos vereadores.

Pouco depois outro fato se verificou, o afastamento temporário do conselheiro e candidato a reeleição Raimundo Nonato, recomendação do Ministério Público Estadual (MPE). Mesmo afastado, ele permanece apto a se manter no pleito e recebe normalmente os seus vencimentos.

Nomes:

1 - Filipe de Alencar Gomes

2 - Francisca Gertrudes de Sousa Martins

3 - Francisco George Ferreira de Oliveira

4 - Jenilson Antônio de Oliveira

5 - João Batista Alves Pereira

6 - José Ricardo Veloso

7 - Josivaldo Ferreira Lavor de Lima

8 - Luan Cardoso Silva

9 - Maria do Amparo Bezerra

10 - Merircylandia Maria Rodrigues Leal

11 - Rafael Francisco da Silva

12 - Raimundo Nonato dos Santos Oliveira

13 - Valtânia Maria de Moura

Fonte: Folha Atual

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium