Quinta, 17 de outubro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Equatorial - Energia
[email protected]
(89) 9 9920-1357
Picos

Picos

Jucelma Sales Correspondente do município.

[email protected]

(89) 9 9920-1357

Cidades - Em Picos

Postada em 20/09/2019 ás 12h58

Publicada por: Geysa Silva

Cursos da Uespi de Picos preparam atividades de valorização da vida
Juliana disse ainda que os cursos que estão à frente do evento são os de enfermagem e jornalismo
Cursos da Uespi de Picos preparam atividades de valorização da vida

Foto: Divulgação

Com o tema “Vamos conversar sobre a vida?”, alunos e professores da Universidade Estadual do Piauí, Campus de Picos, realizam o 3º Setembro Amarelo, com palestras e minicursos que tratam da valorização da vida.

A psicóloga e professora Juliana Maia, uma das organizadoras, relata que o projete teve um início tímido, mas que, já na segunda edição, obteve um abraço pelos estudantes e professores maior do que o esperado, por isso, para esta 3ª edição, serão dois dias de evento, os quais ocorrem em 23 e 24 de setembro, no auditório da Uespi.

“Este é o terceiro ano que estamos organizando o projeto Setembro Amarelo. Começou com um evento pequeno, ano passado foi um projeto de extensão e esse ano também vai ser. Porém, devido à demanda do ano passado, que foi um evento que não tinha lugar para as pessoas sentarem, este ano faremos em dois dias. Um evento com mesas, palestras e vários minicursos com temas relacionados não ao suicídio, mas à valorização da vida”, explicou ela.

Juliana disse ainda que os cursos que estão à frente do evento são os de enfermagem e jornalismo, mas que é aberto a todo o público – estudantil ou não. “Nossa intenção é que a Uespi em peso esteja envolvida e envolva a outras pessoas para debatermos um tema que é tão importante quanto esse da valorização da vida”.

A proposta é de que seja um evento multiprofissional, onde mesclará psicólogos, psiquiatras, advogados, enfermeiros e pedagogos nas mais diversas mesas de discussão.

“As pesquisas mostram que falar ainda é a melhor solução, mas não falar de qualquer jeito. As pesquisas mostram também que não é qualquer pessoa que pode falar sobre suicídio porque a pessoa pode falar, no intuito de ajudar, porém, não sabendo, não tendo a especialização, no intuito de ajudar, pode prejudicar. Por isso é tão importante termos pessoas especializadas debatendo o assunto”, frisou a psicóloga.

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium