Sexta, 25 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
Brasil Nordeste
25/09/2019 14h31 Atualizada há 2 anos
Por: Bruna Sampaio

Manchas em praias podem ser descarte ilegal de navios cargueiros

As manchas apareceram em 39 praias de diversos estados do Nordeste (Foto: Cortesia/WhatsApp)
As manchas apareceram em 39 praias de diversos estados do Nordeste (Foto: Cortesia/WhatsApp)

Há quase um mês, o estranho aparecimento de manchas escuras em praias do Litoral Nordestino têm preocupado ambientalistas, órgãos e população. Até este momento, a origem exata do material ainda é desconhecida.

No entanto, especialistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um dos estados mais atingidos, têm pistas sobre a origem das manchas. "Provavelmente, foi originado de navio cargueiro em alto-mar. O Ministério do Meio Ambiente já está se colocando de que é petróleo bruto da lavagem dos porões de algum navio", explica Maria Cristina Araújo, professora do Departamento de Oceanografia da UFRN.

Segundo a professora, as manchas tiveram seus primeiros registros no estado de Pernambuco no começo de setembro, onde as investigações devem estar mais adiantadas. "As manchas estão subindo, chegaram agora no Piauí e Maranhão. Eu acho que o procedimento é parecido. É analisar e começar a retirada". N

Continua depois da publicidade

o RN, as manchas chegaram no meio do mesmo mês, se espalhando por todas as praias do estado. A professora acredita que o descarte deve ter sido feito entre os estados de Pernambuco e Alagoas.

Maria Cristina explica que o rápido alastramento dos resíduos se deve ao sistema de correntes do mar, que traz as manchas para a direção norte da região.

"É uma área de abrangência bastante grande e que ainda vai continuar aparecendo", conta. Cada estado está acionando seu órgão ambiental para que a retirada dos resíduos comece o quanto antes. Capitania dos Portos, Marinha do Brasil e Ministério do Meio Ambiente integram a força tarefa. No Ceará, a coleta deve iniciar na última semana de setembro. 

Fonte: O Povo
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp