Sexta, 10 de julho de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Banner Governo Junho
Polícia - Polícia

Postada em 26/09/2019 ás 15h17 - atualizada em 26/09/2019 ás 16h50

Publicada por: Bruna Sampaio

Universitária vai para cadeia porque arrotou perto de viatura da PM
Ela responde por desacato à autoridade, desobediência e resistência à prisão.
Universitária vai para cadeia porque arrotou perto de viatura da PM

Foto: reprodução

Uma estudante de Direito de 25 anos de Cuiabá, que pediu para não ser identificada, foi fichada na Polícia e deve comparecer a uma audiência no Juizado Especial Criminal no dia 23 de outubro.

Ela responde por desacato à autoridade, desobediência e resistência à prisão. As acusações são de um sargento da Polícia Militar, que em Boletim de Ocorrência se declara vítima da universitária.

Ele a abordou durante ronda que fazia na companhia de um soldado nos arredores da Praça da Mandioca, por volta das 2h de domingo (22). Os PMs passavam de carro na Rua Engenheiro Ricardo Franco, de frente a um bar – onde ela estava com mais duas amigas. Ele desceu da viatura ao se sentir ofendido por um comportamento da jovem.

O motivo? Ao arrotar, a estudante o teria desacatado.

Além da viatura em que ele estava, outra foi destacada até lá para verificar a situação e atender a ocorrência. Até aí, duas viaturas e quatro policiais foram envolvidos.

Na comunicação da ocorrência, policiais contaram que chegaram ao local e que o sargento disse que ela estava em distância próxima, quando teria direcionado um arroto a eles. E que ele teria, inclusive, sentido um forte odor de maconha.

“Sendo assim, foi realizada a abordagem, verbalização e, na revista, ao solicitar que mostrasse os pertences dentro da bolsa que portava, ela se recusou a obedecer a ordem policial”, diz trecho do BO.

Que ainda, diz que teria sido agressiva em resposta à abordagem e até mesmo arranhado o rosto dele, na altura dos olhos e que ele teria inclusive ficado com lesões aparentes.

A jovem, por sua vez, diz que se viu como personagem de uma comédia. “Eu e um grupo de amigos tínhamos saído de uma peça de teatro e fomos para lá comer. Tomamos umas quatro cervejas. Entre amigos, soltei um arroto, mas não imaginava que ia me envolver numa situação dessas. É surreal o que estou passando”, desabafa.

“Eu vi a viatura passando, mas nem me liguei. Foi algo tão natural. Sei que foi um gesto mal educado, mas não tinha nenhuma ligação com a presença dele. Foi um ato involuntário”, defende.

Fonte: O Livre

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Miguel Leão Por Edverton de Oliveira Monte

Prefeitura de Miguel Leão realiza entrega de kits de merenda escolar

Santa Cruz dos Milagres Por Diego Macêdo

Prefeitura de Sta Cruz dos Milagres entrega kits de irrigação à produtores

Inhuma-PI Por Juerismar Luis

Boletim epidemiológico: Inhuma registra mais 1 caso recuperado da Covid-19

Corrente-PI Por Simone Borges

Prefeitura de Corrente e Estado alinham protocolo de Saúde

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Demerval Lobão | Boletim epidemiológico aponta 294 curados da Covid-19

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium