Quinta, 23 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

32°

24° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Piauí Teresina
30/09/2019 09h58 Atualizada há 2 anos
Por: Bruna Sampaio

Mulher atropelada pelo namorado vivia uma relação abusiva

Pablo Henrique Campos Santos, o empresário acusado de matar Vanessa Carvalho, amiga de sua namorada, Anuxa Alencar, na madrugada de domingo (29), se manteve calado em depoimento à polícia.

"Ele durante o interrogatório não quis se manifestar, teve o direito constitucional de ficar calado, e todos os outros discursos é que permitiram desvelar como se deu a dinâmica do fato de forma preliminar", disse a delegada Anamelka Cadena em entrevista à TV Cidade Verde.

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Ainda de acordo com a delegada, os depoimentos das testemunhas apontam que Anuxa era vítima de relacionamento abusivo. "O que a gente percebe nos discursos é a sinalização de prática de violência doméstica, de relacionamento abusivo. Eles viviam juntos há um ano, então todos que foram ouvidos ontem e conviviam com o casal, apontaram essas práticas", reiterou Anamelka. 

Continua depois da publicidade

Pablo deve responder por feminicídio consumado pela morte de Vanessa, e feminicídio tentado pelo crime contra Anuxa. 

"O delegado que estava na Central, que recepcionou a informação e a condução do autor do fato, ontem durante a formalização, entendeu pelo feminicídio consumado e feminicídio tentado. Foram ouvidas as pessoas que estavam naquele ambiente e presenciaram [o crime]", completou a delegada. 

Relembre o caso

Vanessa e Anuxa estavam saindo de uma festa de casamento na avenida Homero Castelo Branco, zona leste de Teresina, quando foram atropeladas. Segundo testemunhas, Pablo Henrique e Anuxa discutiram no evento e ele foi embora. Anuxa chamou Vanessa para irem para casa e, quando as duas saíram do buffet, foram atropeladas pelo suspeito que havia retornado ao local. Vanessa morreu dentro da ambulância do Samu e Anuxa foi levada ao HUT. Ela sofreu traumatismo craniano leve e não corre risco de morte. O empresário foi preso em sua residência momentos após o crime e levado para a Central de Flagrantes. Ele resistiu à prisão.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp