Domingo, 19 de janeiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Nova Comunicação 2 Natal
Brasil - Absurdo

Postada em 04/10/2019 ás 11h50

Publicada por: Bruna Sampaio

Vídeo: Professora apanha e é xingada por mãe de aluna
O Sind-UTE emitiu nota de repúdio e informou que vai registrar queixa-crime na polícia.
Vídeo: Professora apanha e é xingada por mãe de aluna

Foto: reprodução

Uma professora da rede estadual de ensino apanhou e foi xingada de "vagabunda" pela mãe de uma aluna, no meio da rua, em Franciscópolis (MG), a 450km de Belo Horizonte.

Um vídeo das agressões está circulando nas redes sociais e, segundo o sindicato que representa os profissionais em educação, mostra que a agressora agiu de "má-fé" porque planejou a ação. 

De acordo com a entidade, a agressora foi ao colégio no último dia 1º, onde conversou com a direção. Ela relatou que a filha havia sido maltratada pela professora.

A providência do colégio, ainda de acordo com o sindicato, foi conversar com outros alunos para verificar se havia ocorrido o desentendimento. Os estudantes negaram a confusão relatada pela mãe, que, inconformada, teria ido tirar satisfação com a educadora. 

No início do vídeo, é possível ver a agressora empurrando a professora. Ela está de capacete e mochila, tenta se esquivar e pede para ela parar. "Para, moça", diz ela, várias vezes.

"Você não é mulher, não?", pergunta a mãe, antes de começar a bater e puxar o cabelo da professora, que cai no chão e recebe socos. 

Uma pessoa, aparentemente adolescente, se aproxima e pede para a mulher parar, dando a entender que é sua filha. "Para, mãe", diz.

A agressora, porém, derruba mais uma vez a educadora com um soco, a chama de "vagabunda" e fala do suposto maltrato contra a filha. "Por que você maltratou a minha filha na escola, demônio?", pergunta.

Em seguida, a vítima sobe na moto, mas a agressora não a deixa sair. A educadora, então, atravessa a rua e, na garupa de outra moto com um homem, vai embora.

O Sind-UTE emitiu nota de repúdio e informou que vai registrar queixa-crime na polícia.

Em nota a Secretaria de Educação de Minas Gerais disse: "Sobre a situação ocorrida nas proximidades de uma escola no município de Franciscópolis envolvendo a mãe de uma aluna e uma professora, a Superintendência Regional de Ensino de Teófilo Otoni, responsável pela coordenação da unidade, está acompanhando o caso e a direção da escola prestou todo o suporte necessário à funcionária da instituição. A Polícia Militar registrou boletim de ocorrência e o caso está sendo apurado pelos órgãos competentes". 

Fonte: Uol

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Estudante da U E F T em São J do Arraial tira 920 pontos na redação do Enem

Joaquim Pires-PI Por João Victor

ENEM 2019: alunos da rede pública de ensino de tiram notas acima de 900

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Nota de pesar pelo falecimento da Professora Maria do Socorro

São João dos Patos - MA Por Cleyton Luis

Bloco gallo louco 2020

Francinópolis Por Odair Morais

Prefeitura envia representante ao Fórum Estadual de Gestores da Juventude

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium