Segunda, 24 de fevereiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
CCOM - Campanha Cachoeiras do Piauí
Brasil - Canonização

Postada em 13/10/2019 ás 08h11

Publicada por: Bruna Sampaio

Irmã Dulce é canonizada pelo papa e se torna a 1ª santa brasileira
A cerimônia de canonização aconteceu na praça São Pedro, no Vaticano.
Irmã Dulce é canonizada pelo papa e se torna a 1ª santa brasileira

Foto: Reprodução

A religiosa baiana Maria Rita Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), foi canonizada neste domingo (13)pelo papa Francisco e se tornou a primeira santa brasileira. Ela teve dois milagres reconhecidos pela Igreja Católica e agora passa a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres.

A cerimônia de canonização aconteceu na praça São Pedro, no Vaticano, em frente à basílica de mesmo nome, diante de autoridades e fiéis.

Iniciada às 5h10 (horário de Brasília), a missa teve uma liturgia específica para canonizações. Logo após cantos iniciais e a saudação do papa, o cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação das Causas dos Santos, fez o pedido formal ao papa para que cincos beatos fossem considerados santos.

Além de Irmã Dulce (1914-1992), foram canonizados o britânico John Henry Newman (1801-1890), a italiana Giuseppina Vannini (1859 -1911), a indiana Mariam Thresia Chiramel Mankidiyan (1876 -1926) e a suíça Marguerite Bays (1876 -1926).

No altar, armado à frente da basílica de São Pedro, foram colocadas relíquias dos novos santos. Em seguida, foi rezada a “Ladainha de Todos os Santos”, o que só ocorre em momentos solenes da Igreja Católica.

Uma canonização só acontece diante do papa, no Vaticano, diferentemente da beatificação que pode ser no lugar de origem do religioso. O papa, então, iniciou a fórmula da canonização, falando em latim.

Milagre reconhecidos

Em 2011, anunciou-se a beatificação da freira com o reconhecimento do primeiro milagre. O caso aconteceu em 2001, em Sergipe, quando as orações a Irmã Dulce teriam feito cessar uma hemorragia em Claudia Cristina dos Santos, que padeceu durante 18 horas após dar à luz o seu segundo filho.

Neste ano, foi reconhecido o segundo milagre: depois de 14 anos convivendo com uma cegueira causada por um glaucoma, o maestro José Maurício Moreira recuperou a visão em 2014. Ele foi um dos presentesna cerimônia que acontece na praça de São Pedro.

Fonte: Folha de S.Paulo

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Carnaval agita a cidade de Água Branca em seu primeiro dia

Barro Duro Por João Paulo

Primeira noite de carnaval em Barro Duro com muita alegria

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

"Arrastão" agita 35 mil pessoas na 1ª noite de carnaval em Floriano

São João dos Patos - MA Por Cleyton Luis

Entrevista com Tio Jardel que fala do carnaval 2020

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Bloco “Os Gela” arrasta foliões e marca o Carnaval de Lagoinha do Piauí

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium