Quinta, 21 de novembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Nova Comunicação
Brasil - Óleo em praias

Postada em 13/10/2019 ás 11h11

Publicada por: Bruna Sampaio

Suspeito por óleo, navio fantasma 'dribla' radares
Mancha atinge 156 localidades de 71 municípios do Nordeste.
Suspeito por óleo, navio fantasma 'dribla' radares

PRAIA ATINGIDA PELA MANCHA DE ÓLEO EM SERGIPE (FOTO: ADEMA/GOVERNO DE SERGIPE VIA AGÊNCIA BRASIL)

Apontada como uma hipótese para o derramamento de óleo nas praias do Nordeste, a circulação de navios fantasmas petroleiros pelo Atlântico pode ser motivada pelas sanções econômicas dos Estados Unidos à Venezuela, segundo especialistas.

Análises sobre a mancha de poluição, que atinge 156 localidades de 71 municípios, já indicaram que a substância achada nas praias tem "assinatura" venezuelana, mas a origem do poluente ainda é desconhecida.

Os chamados navios fantasmas do século 21 não são embarcações mal-assombradas, mas aquelas que procuram navegar sem registro oficial. Para isso, trocam de nome e até desligam o transponder. O aparelho, obrigatório em todas as embarcações, registra a localização em tempo real de cada navio.

"Historicamente, parte do petróleo produzido sempre foi comercializado por canais não oficiais", explica o economista Edmar Almeida, da Universidade Federal do Rio (UFRJ). "Tanto é que nas estatísticas do petróleo há diferença entre o que é declarado como produção e o que é declarado como consumo." Segundo ele, isso pode ocorrer por várias razões, como roubo e tráfico de combustível, guerras e conflitos internacionais ou sanções econômicas.

Coordenador do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional da Universidade de São Paulo (USP), Alberto Pfeifer diz que as sanções americanas à Venezuela e a países que comercializem com ela "podem estar estimulando a marginalidade". Os navios fantasmas costumam usar rotas menos conhecidas. Com isso, ficam mais vulneráveis a contratempos. Um eventual derramamento de óleo pode ocorrer por acidente ou pelo descarte de mercadoria irregular para evitar flagrantes.

"O tráfico de combustível é uma das cinco atividades ilícitas mais lucrativas, atrás de drogas, armas, pessoas e animais", diz o especialista venezuelano Rafael Villa, do Instituto de Relações Internacionais da USP. "E sabemos que na Venezuela um dos graves problemas é o contrabando de combustível."

Patrulha

Em nota, a Marinha disse que realiza rotineiramente "patrulhas e inspeções navais", incluindo ações contra delitos ambientais. E lembra ainda que o Brasil participa de grupos de trabalho internacionais que acompanham o tráfego marítimo. "Os pontos considerados mais sensíveis são as 'novas ameaças', como pirataria, terrorismo e acidentes ambientais." 

Fonte: Época

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Campo Largo-PI Por Roberto Freitas

SEBRAE | Realiza palestra para empreendedores na III Semana Cultural

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Biblioteca Municipal de Timon recebe reforma

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Quer internet de qualidade com preço acessível? MM Net Telecomunicações

Barra D'alcântara Por Cleiton Brito

Saúde de Barra D’Alcântara realiza entregas de aparelhos órtese e prótese

Brasileira Por Giva Ferreira

Brasileirense Ilka Damasceno foi eleita musa da Copa PI Norte de Ciclismo

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium