Sexta, 16 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 municípios
R10 municípios Redação do Portal R10 / Equipe R10 Municípios
Cidades Em Oeiras
15/10/2019 08h27 Atualizada há 2 anos
Por: Geysa Silva

Unidade de Suporte Avançado do SAMU entra em funcionamento em Oeiras

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dia histórico para a saúde do município de Oeiras. Entrou em funcionamento na manhã desta segunda-feira, 14, a unidade de suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) – uma UTI Móvel, dotada de equipamentos de alta tecnologia e equipes multiprofissionais, compostas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas, que irão qualificar ainda mais o atendimento de urgência e emergência em Oeiras e todo o Território do Vale do Canindé, facilitando o socorro a pacientes necessitados de serviços médicos de maior complexidade.

A solenidade de implantação do serviço contou com a participação do prefeito José Raimundo; da secretária municipal de Saúde, Auridene Freitas; do secretário de Administração e Planejamento, Luiz Nunes; de parte dos profissionais do SAMU e do pastor Marcílio Barros.  “Estamos entregando mais uma ferramenta importante para a sociedade, que é esta ambulância do SAMU Avançado. Serviço este, colocado à disposição do povo de Oeiras por obra da nossa gestão, com a parceria e prestígio do senador Ciro Nogueira, que esteve conosco na inauguração da sede própria do SAMU e naquele momento colocamos a ele a necessidade de Oeiras ter o suporte do SAMU Avançado. De pronto, ele nos atendeu não só com o SAMU Avançado, mas também com uma nova ambulância de suporte básico. Por conta disso, nos comprometemos a colocar o serviço para funcionar”, comenta o prefeito.

Para Zé Raimundo, colocar este serviço em funcionamento foi um dos maiores desafios da gestão municipal. “Está sendo desafiador no que diz respeito a recurso financeiro para manutenção do serviço e pagamento de pessoal. Neste primeiro momento, vamos custear com recursos próprios do município, aguardando que o Governo do Estado demande o recurso disponibilizado por emenda do senador Ciro Nogueira para que nesse prazo de seis meses possamos ter uma tranquilidade até que o Governo Federal faça a regulação do SAMU Avançado para o município de Oeiras. É com o compromisso de levar a melhor saúde a todos, oferecendo cidadania e tranquilidade a quem mais precisa, que estamos abrindo este serviço. A nossa responsabilidade é de oferecer saúde básica de qualidade, dando sempre o melhor ao povo de Oeiras”, argumenta Zé Raimundo.

Continua depois da publicidade

Além da ambulância do SAMU Avançado, Oeiras dispõe também de outras três unidades de Suporte Básico e uma reserva técnica. “Desde 2011, estamos lutando pela implantação da unidade de suporte avançado no município de Oeiras. Então, a data de hoje nós consideramos de extrema importância para toda a população de Oeiras, que passa a contar com um serviço de alta complexidade, um serviço que oferece uma segurança muito grande no transporte de pacientes, que estejam com um quadro mais grave. Quando houver a necessidade de transferência de pacientes para a nossa grade de referência, que é Teresina, Picos ou Floriano, estes pacientes serão regulados pela Central de Regulação Estadual e encaminhados com maior rapidez para estes centros que são referenciados. O ganho para o município de Oeiras é muito grande, trazendo um impacto positivo para a nossa população”, pontua Auridene Freitas.

Ela explica que para colocar o serviço em funcionamento, o município de Oeiras teve que vencer várias etapas no processo de estruturação. “Fizemos inúmeras tentativas com a Secretaria de Saúde do Estado do Piauí, no sentido de nos apoiar em um confinanciamento que pudesse ajudar nas despesas. O custo do serviço é altíssimo. O financiamento é tripartite, onde precisamos ter o repasse por parte do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde e também o percentual do município. O Ministério da Saúde não nos repassa nenhuma perspectiva de quando irá sinalizar o primeiro repasse para o município, por parte da Secretaria de Saúde do Estado do Piauí nós não podemos ainda fazer uma definição precisa de quando eles vão começar também a financiar esse serviço para o município de Oeiras. Então, a iniciativa e a contrapartida para o funcionamento do serviço irá acontecer através do Fundo de Participação. Ou seja, a Prefeitura de Oeiras, através do Fundo Municipal de Saúde é que vai arcar com este serviço, para que o mesmo possa ter a garantia do pagamento de servidor em dia, bem como a manutenção da viatura com todos os insumos que se fazem necessários para a operacionalização do serviço. Buscávamos o equilíbrio financeiro, para que assim tivéssemos a segurança de implantar o serviço e garantir que ele não venha fechar as portas”, detalha a secretária.

O serviço do SAMU foi reativado em Oeiras em 2009. No final de 2018, a Prefeitura Municipal inaugurou a sede permanente do SAMU, a obra em que foram investidos cerca de R$ 442 mil, advindos de recursos próprios do município. O prédio está situado próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e ao Hospital Regional Deolindo Couto, uma localização estratégica, que permite maior eficácia assistencial e facilita o acesso das equipes aos locais de ocorrências em todas as regiões da cidade, dando mais celeridade ao atendimento prestado pelo serviço, que funciona ininterruptamente para garantir socorro à população oeirense.

“Passamos por várias casas de aluguel até que no final do passado nós conseguimos construir uma sede própria, padrão e modelo para o Estado do Piauí. Então, o município de Oeiras hoje é referência não apenas em estrutura, mas em excelência pela qualidade do nosso trabalho, tanto que nós recebemos com muita frequência vários municípios que vêm conhecer nosso SAMU, toda sua logística e rotina de funcionamento. Isso nos orgulha e nos envaidece. As etapas foram todas vencidas, desde o processo da estrutura, a parte dos insumos, a qualificação dos profissionais e toda a logística de funcionamento e, hoje, graças a todo o esforço da Administração Municipal, nós estamos a unidade de suporte avançado para atender o município de Oeiras, conforme preconiza a Central de Regulação Estadual”, conclui Auridene Freitas. 


SAMU Avançado

A unidade de suporte avançado conta com uma escala de 04 condutores socorristas, 07 médicos e 07 enfermeiros, trabalhando em regime de plantão, 24h por dia, todos os dias da semana. O SAMU de Oeiras conta, atualmente, com um quadro funcional composto por 46 profissionais, que vão desde médicos a auxiliares de serviços gerais. O serviço é conduzido pelo coordenador-médico, Fabrício Melo, e pelos enfermeiros Gesmiel Gales, responsável técnico, e Naila Roberta, coordenadora geral do SAMU.

Equipada com tecnologia de ponta, a ambulância do SAMU Avançado vai ajudar a salvar vítimas de doenças cardiovasculares graves ou de acidentes de alta gravidade, por exemplo. “Para a cidade e para nós, profissionais da urgência é um grande ganho. O SAMU Avançado é uma UTI Móvel, então, em situações de paradas cardiorrespiratórias, por exemplo, a gente tem como dar um suporte melhor para essa vítima. Em um acidente de grandes proporções também temos como diminuir os riscos de agravos que podem acontecer posteriormente, bem como nas transferências de pacientes que estão entubados, que no suporte básico fica inviável”, explica Gesmiel Gales.  

Atendimento começa pelo telefone 192

O atendimento do SAMU 192 começa a partir do chamado telefônico, quando são prestadas orientações sobre as primeiras ações. A ligação é gratuita, para telefones fixo e mível. Os técnicos do atendimento telefônico que identificam a emergência e coletam as primeiras informações sobre as vítimas e sua localização. Em seguida, as chamadas são remetidas ao Médico Regulador, que presta orientações de socorro às vítimas e aciona as ambulâncias quando necessário.

As ambulâncias do SAMU 192 são distribuídas estrategicamente, de modo a otimizar o tempo-resposta entre os chamados da população e o encaminhamento aos serviços hospitalares de referência. A prioridade é prestar o atendimento à vítima no menor tempo possível, inclusive com o envio de médicos conforme a gravidade do caso.

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®