Sexta, 16 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Raquel Alves
Raquel Alves
Raquel Alves, 26 anos, formada em Nutrição e Técnica em Cozinha, tem especialização nas áreas: Intolerância e Alergia Alimentar, Nutrição Esportiva e Fitoterápicos. Atende em duas academias situadas na zona leste e presta consultorias em UAN (unidades de alimentação e nutrição).
Cidades Nutrição e Saúde
15/10/2019 12h52
Por: Raquel Alves

Ansiedade, Depressão e Açúcar

Ansiedade, Depressão e Açúcar

Um estudo publicado na revista Case Reports in Psychiatry, em 2016, mostrou que o consumo elevado de alimentos com alto índice glicêmico (açúcar refinado, farinha de trigo, refrigerantes etc.) aumenta as chances de desenvolvimento de sintomas de ANSIEDADE e DEPRESSÃO.

Outra pesquisa, realizada pela Universidade de Emory, nos EUA, chegou a uma conclusão parecida. De acordo com os pesquisadores, uma dieta rica em frutose (tipo de açúcar usado em inúmeros produtos industrializados) pode agravar o comportamento depressivo e ansioso de adolescentes, além de mudar a forma como eles reagem ao estresse.

Continua depois da publicidade

Resumindo: para os estudos, o vilão da história é o açúcar diário em excesso. E o perigo é ainda maior quando o açúcar é do tipo frutose extraído e adicionado em produtos industrializados. O xarope de milho rico em frutose está presente em itens comuns como refrigerantes, sucos de caixinha, condimentos (ketchup, mostarda), biscoitos doces, geleias, doces, bolos, pudins, pó para bebidas, entre outros.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), houve um aumento de 250% no consumo de frutose nos alimentos industrializados dos países desenvolvidos nos últimos 20 anos.

Fonte: https://minutosaudavel.com.br/acucar-ansiedade/
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®