Sábado, 16 de fevereiro de 2019
(86) 99915-1055
Full paper
Geral - Pesquisa

Postada em 05/01/2018 ás 18h12 - atualizada em 06/01/2018 ás 09h53

Publicada por: Bruna Dias

População do interior é a mais satisfeita com a vida
Também é no interior onde se tem menos medo de perder o emprego, segundo o Índice de Medo do Desemprego.
População do interior é a mais satisfeita com a vida

Foto: Reprodução

O Índice de Satisfação com a Vida, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), constatou que a população mais satisfeita com a vida reside nos municípios do interior do país. Foi lá onde se atingiu maior pontuação, 66,9 pontos, de uma escala de 0 a 100. Os menos satisfeitos são os que vivem nas periferias, 62 pontos. A pontuação obtida por residentes nas capitais ficou em 64,7 pontos.

Também é no interior onde se tem menos medo de perder o emprego, segundo o Índice de Medo do Desemprego. Lá o índice registrado ficou em 64,5 pontos, enquanto nas capitais e periferias esse índice ficou em 67,5 pontos.

O brasileiro estava com menos medo de perder o emprego em dezembro do que em setembro de 2017. No entanto, segundo o Índice de Medo do Desemprego e o Índice de Satisfação com a Vida, divulgados nesta sexta-feira (5) pela CNI, o brasileiro está mais preocupado com essa possibilidade, se comparado a dezembro de 2016.

De acordo com o levantamento, o índice relativo a medo de desemprego estava em 65,7 pontos em dezembro de 2017. O valor representa uma queda de 2 pontos em relação a setembro do mesmo ano. Na comparação com dezembro de 2016, no entanto, o índice representa uma alta de 0,9 ponto – o que significa que o medo do desemprego aumentou.

De acordo com a CNI, o valor está “muito acima da média histórica”, que é de 48,8 pontos, e que a alta de 0,9 ponto indica “persistência da insegurança em relação à recuperação do mercado de trabalho". A economista da CNI Maria Carolina Marques justifica essa alta explicando que o emprego reage “de forma defasada” à recuperação da economia, e que as empresas contratam somente quando têm segurança de que o crescimento será sustentado.

"A população percebe essa demora na reação do mercado de trabalho e o medo do desemprego continua elevado. À medida que o crescimento econômico se mostrar sustentado, o resultado no emprego deve aparecer com maior intensidade e o medo do desemprego deve ceder", disse a economista.

A pesquisa da CNI apontou também que a satisfação do brasileiro com a vida diminuiu entre setembro e dezembro do ano passado, atingindo 65,6 pontos em dezembro. O valor é 0,4 ponto menor do que o registrado em setembro e 1,2 ponto abaixo do registrado em dezembro de 2016. O Índice de Satisfação com a Vida é também inferior à média histórica, de 69,9 pontos.

O levantamento da CNI, realizado a cada três meses, foi feito entre 7 e 10 de dezembro de 2017, com 2 mil pessoas, em 127 municípios.

Fonte: Agência Brasil

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Esperantina-PI Por Francisco Menezes

Homem é esfaqueado no bairro Santa Luzia em Esperantina

Bela Vista-PI Por Edimá Luis

Câmara Municipal de Bela Vista do Piauí inicia ano legislativo de 2019

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Reinaugurada nova loja do Armazém Paraíba em São João do Arraial

União Por Ossian Melo

Ministério Público e organizadores realizam audiência para o Carnaval

Miguel Leão Por Edverton de Oliveira Monte

Secretaria Municipal de Educação de Miguel Leão realizou Jornada Pedagógica

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium