Quinta, 14 de novembro de 2019
(86) 98111-9939
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Geral - Em Operação

Postada em 09/11/2019 ás 09h24

Publicada por: Geysa Silva

Adapi alerta para focos de peste suína na região de Picos
Foram centenas de animais sacrificados, a fim de que o vírus não continuasse
Adapi alerta para focos de peste suína na região de Picos

Foto: Divulgação

Durante este ano foram registrados diversos focos de peste suína em várias cidades do Piauí, especialmente na região norte do estado. Foram centenas de animais sacrificados, a fim de que o vírus não continuasse sendo transmitido.

Segundo o veterinário da Agência de Defesa Agropecuária do Estado Piauí – Adapi – em Picos, Edilson Pedro, em Picos ainda não foi registrado nenhum caso, mas é preciso que os criadores estejam atentos, principalmente quando estiverem realizando o trânsito de animais com outras cidades e estados.

“Houveram alguns focos de peste suína no Piauí e alguns locais da região norte, mas que foram controlados pela Adapi. Os animais foram sacrificados, tanto os doentes quanto os que estavam em contato com o foco, mesmo sem apresentarem sintomas. Nós ficamos monitorando, a fim de que não surgissem outros focos da doença nos municípios. A orientação é procurar não comprar de estados vizinhos, de forma clandestina, para não trazer doença. Vale alertar que os sintomas são febre alta, pele avermelhada, diarreia, fraqueza, conjuntivite, secreção nasal, perca de peso e que acontece principalmente em suínos jovens. A doença leva à morte em cinco a seis dias”, disse.

O veterinário relatou ainda que somente após quatro meses é que novos animais serão inseridos nos rebanhos, suínos estes que serão trazidos de outros estados, livres da peste suína.

“Somente após este período é que o Ministério da Agricultura vai liberar a vinda de novos animais para aumentar a natalidade de suínos nas cidades em que rebanhos foram afetados. Ainda está proibido transitar suínos de um estado ou cidade para outra. Os bancos também não estão financiando. Vale alertar que se o rebanho em trânsito irregular passar por uma blitz, o rebanho inteiro será apreendido”, alertou Edilson Pedro.

Ele frisou ainda que a doença só atinge animais e o homem está livre de se contaminar, não sendo, portanto, uma zoonose. Ele disse que o mal da doença é para a economia dos criadores que fica em baixa, tanto por perderem seus rebanhos, quanto por não comprarem novos animais no período de quatro meses.

Fonte: Cidades na Net

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Conceição do Canindé-PI Por Roni Silva

Secretária Social promove dia de laser com crianças do município

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Força Tática/Timon prende dupla com arma de fogo municiada

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Prefeitura realiza reunião para tratar sobre o Pelotão Mirim Municipal

São João da Serra Por Cosme Jales

Acompanhado da família, vereador Carlos Cezar participa de culto gospel

Picos Por Jucelma Sales

MP aumenta jornada de trabalho de bancários e sindicato critica nova medida

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium