Terça, 24 de Novembro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

23°

24° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Gustavo Miranda
Gustavo Miranda
Publicitário por amor. Formado em Publicidade e Propaganda. Influenciador Digital.Ama Deus e a família sobre todas as coisas. Curioso é minha melhor definição que ama a profissão e busca referências e aprendizado a todo instante. Instagram: @gustavomiranda00
Piauí Idealização
11/11/2019 21h38 Atualizada há 1 ano
Por: Gustavo Henrique

Grupo Colorindo Corações promove ações em Teresina

A ação nunca imaginaria o tamanho da repercussão.

Foto: Divulgação/Ascom
Foto: Divulgação/Ascom

A história do colorindo corações é bem longa, e começou em 2014, quando os estudantes Cecilia, João Marcos, Katy e Naty participaram pela primeira vez de uma ação de voluntária.

De lá pra cá aconteceram varias ações, em 2016 o grupo se dispersou, e as ações pararam de acontecer.
Mas, em 2017, os quatro se reuniram próximo ao Natal e decidiram realizar uma ação de Natalina, um café da manhã para os moradores de rua no centro da cidade.

A ação nunca imaginaria o tamanho da repercussão, com dois dias de divulgação nas redes sociais sobre a ação, o grupo atingiu o número máximo de participantes no WhatsApp, tínham ali 250 participantes.

Continua depois da publicidade

Nessa ação, a jovem Jecyellen, que hoje é a tia dos voluntários, compos o grupo e hoje tem ajudado em todas as idealizações das ações.

A união desse grupo de 5 pessoas formou o grupo: Colorindo Corações.

"O que se encaixou perfeitamente com o nome do grupo, foi o que nós fizemos naquele Natal, colorismo os corações dos moradores de rua, fazendo com que eles se sentissem importantes e não sozinhos, num dia tão importante. Em 2018, conhecemos a comunidade Babilônia, e desde então a comunidade mora no coração de cada voluntário do colorindo corações. E desde então, realizamos, na comunidade, ação de dia das crianças, de Páscoa e de fim de ano. Sendo a segunda de dia das crianças já realizada".

Continua depois da publicidade

"Ser voluntário não é uma profissão, não é um hobe, é praticar isso todos os dias, a todo momento, a toda hora, sem ao menos perceber, porque é isso que somos, estamos vertidos internamente de voluntários e isso ninguém retira da gente, ninguém tira do Colorindo Corações".

"O Colorindo Corações foi idealizado por cinco pessoas, porém ele é de todos os voluntários que fazem parte constantemente do projeto . Temos muito orgulho dos nossos voluntários sem eles nada disso estaria acontecendo, não estaríamos colorindo corações, e estamos de portas abertas para receber mais pessoas com essa vontade de ser voluntário", finalizou Cecília.

Continua depois da publicidade
Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®