Quarta, 21 de novembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Geral - Exoneração

Postada em 11/01/2018 ás 13h48 - atualizada em 11/01/2018 ás 16h51

Publicada por: Bruna Dias

Wellington exonera policial acusado de matar menina em abordagem
O policial ingressou na PM em 2010 por força de liminar, depois de ter sido reprovado no exame psicológico.
Wellington exonera policial acusado de matar menina em abordagem

Emily (Foto: Facebook)

O governador Wellington Diasmilitae o secretário de Governo Merlong Solano assinaram, nesta quinta (11), o decreto que torna sem efeito a nomeação de quatro candidatos que não obtiveram resultado positivo no exame psicotécnico para entrar no quadro da Polícia Militar do Piauí - sendo três no concurso de 2011 e um no de 2014.

Dentre eles, está Aldo Luiz Barbosa Dorne, acusado de atirar no carro em que estava Emily Caetano Costa, de 09 anos de idade, durante abordagem na avenida João XXIII, em Teresina na noite de Natal

“Trata-se de um decreto que torna sem efeito nomeações que foram feitas no âmbito da Polícia Militar sub judice. É uma questão que nós acompanhamos com cuidado por se tratar de uma função de grande responsabilidade, o exercício da função de policial militar”, explicou o secretário Merlong Solano.

Reprovados nos exames psicotécnicos em certames de 2011 e 2014 para ingresso na Polícia Militar do Piauí, os quatro policiais militares incluídos no decreto recorreram à Justiça na época e foram nomeados sub judice, quando a decisão está nas mãos de juiz ou tribunal, aguardando determinação judicial. O Poder Executivo recorreu e tornou sem efeito a nomeação dos PMs assinando, nesta quinta, o decreto que reflete no afastamento dos militares da corporação.

O secretário de Governo garantiu que a orientação do governador é que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) acompanhe e recorra a todos os processos judiciais que garantiram a nomeação de policiais civis e militares que não seguiram a todas as etapas exigidas nos editais de ingresso às corporações da Segurança Pública.

“A Justiça é um espaço legítimo de recurso da sociedade e também do Poder Público. Se o Estado recorrer e a sentença for favorável à interpretação do Estado, nós cumprimos a sentença”, garantiu Merlong.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Amarante-PI Por Diogo Costa

Ciro Nogueira recebe os prefeitos Diego Teixeira e Júnior Bill em Brasília

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

Prefeitura de Água Branca inicia construção de praça no bairro Mutirão

São Gonçalo do Piauí Por Francisco Myller

Conheça as atrações da primeira prévia do Rockentura

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Prefeito Dr. Alcione Barbosa inaugura cabine de narração do estádio Abidião

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

Vem aí Festejo da comunidade Cabeceira do Rio de 06 a 08 de dezembro 2018

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium