Sexta, 27 de Novembro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

25°

24° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Polícia Atropelamento
22/11/2019 14h40
Por: Geysa Silva

Durante audiência sobre crime, Anuxa diz temer por sua vida

Ela também pediu para não ver o réu e deu detalhes do que aconteceu na noite do crime

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Anuxa Kelly Leide, de 34 anos, revelou que teme por sua vida, caso o ex-namorado Pedro Henrique Gomes saia do sistema prisional. A declaração foi dada durante Audiência de instrução e julgamento, realizada nesta sexta-feira (22). Anuxa é uma das vítimas do atropelamento que matou a sua amiga Vanessa Carvalho no dia 29 de outubro, quando elas saiam de um casamento na zona leste de Teresina.

“Eu temo, porque não sei o que se passa na cabeça dele”, disse ao ser indagada por advogados. Anuxa disse, em juízo, que nunca foi agredida fisicamente por Pablo, mas que, frequentemente, ele lhe deixava sozinha nos lugares, após discutirem verbalmente. Ela também negou que o então namorado tinha desafeto por Vanessa. "Se tinha, ele guardava para ele. Nunca me falou", disse.

Versão de Anuxa

Em depoimento ela contou que o ex-namorado bebia bastante durante a festa de casamento, local onde eles estavam antes do crime. Ela teria pedido para que ele “maneirasse” na bebida e entregou as chaves do seu carro para uma amiga, chamada Layara Ferreira.

Anuxa informou que o desentendimento começou depois que ela e Vanessa se levantaram da mesa para assistirem a chegada da noiva ao buffet. Outros desentendimentos aconteceram na pista de dança na festa. Na ocasião, os dois chegaram a dançar com outras pessoas.

Amiga também deu depoimento

Layara Ferreira afirmou na festa que viu Pablo xingar Anuxa de nomes pejorativos como "vadia e vagabunda".

Quando Anuxa decidiu ir embora no carro de Pablo ele teria saído correndo atrás do carro. Anuxa deu uma volta no quarteirão e voltou para a porta do buffet, momento em que devolveu as chaves para Pablo e saiu em direção ao carro de sua amiga, Layara.

A testemunha afirma que Pablo entrou no carro, acelerou e jogou o carro em cima de Vanessa e Anuxa, que estavam indo em direção ao seu carro. "As meninas voaram. Foi um choque muito grande. Eu desmaiei na hora", disse Layara.

Audiência

Outras testemunhas seguem sendo ouvidas durante a audiência que servirá para a Justiça decidir se o acusado será julgado pelo Tribunal Popular do Júri por feminicídio e tentativa de feminicídio.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®