Quinta, 24 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
OAB-PI
OAB-PI
Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.
Piauí Evento
26/11/2019 14h45 Atualizada há 2 anos
Por: Turismo

Comissões da OAB Piauí realizam Projeto 'Não maquie essa verdade!'

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, por meio da Comissão de Apoio à Vítima de Violência e da Comissão da Mulher Advogada, realizou nesta segunda-feira (25), o Projeto “Não maquie essa verdade!”, que visa treinar maquiadoras, cabeleireiras, manicures e outras profissionais do setor para identificar marcas de relacionamento abusivo e violência doméstica em clientes, colegas de trabalho, e ajudar as mulheres a denunciarem. O evento aconteceu no Lylla Centro de Beleza e Estética.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí, o número de casos de feminicídio em Teresina cresceu 50% em 2018 em comparação ao ano anterior. Ao todo, 25 mulheres foram assassinadas em todo o Estado por conta de sua posição como mulher em 2018.

“Seja você a vítima ou não, denuncie! O importante é que, quando observarmos que outra mulher está sendo vítima de violência, possamos dar voz a ela. Às vezes, essa mulher precisa de um encorajamento, um apoio, para que tome a iniciativa em começar a se libertar desse relacionamento abusivo. Outras vezes, falta não só coragem, mas também a capacidade de perceber que aquilo é uma violência", explanou a Ouvidora-Geral da OAB Piauí, Élida Fabrícia Franklin.

Continua depois da publicidade

Segundo a Presidente da Comissão de Apoio à Vítima de Violência, Alba Valéria, o objetivo da Oficina de Direito “Não maquie essa verdade!” é a realização mensal para conscientizar a sociedade em lugares tão frequentados por meninas e mulheres, como clínicas e salões, sobre o combate ao problema no Piauí e no mundo.

“Um alerta que a própria sociedade ainda naturaliza é a questão dos relacionamentos tóxicos, abusivos e a violência doméstica. As discussões que dizem respeito aos direitos e deveres das mulheres, além da delicada questão da violência, não se esgotam apenas porque o Dia Internacional das Mulheres ou Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre a Mulher já passaram”, explicou a Presidente da Comissão, Alba Valéria.

Fonte: OAB PI
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp