Domingo, 29 de março de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Governo Full Banner Cachoeiras
[email protected]
86 9 9834-2372
R10 LGBT

R10 LGBT

R10 LGBT Últimas e principais notícias sobre LGBT.

[email protected]

86 9 9834-2372

Internacional - Proibição

Postada em 20/12/2019 ás 10h50

Publicada por: Bruna Sampaio

Alemanha proíbe terapia para homossexuais que pedem ajuda
A promoção de tais terapias também será proibida.
Alemanha proíbe terapia para homossexuais que pedem ajuda

Imagem: Shutterstock

A terapia para homossexuais que pedem ajuda para lidar com ou mudar sua opção sexual será em breve punida na Alemanha. As organizações e indivíduos que oferecem esta terapia até correm o risco de prisão ou multa.

O governo alemão apresentou na quarta-feira (18) um projeto de lei que permite que os provedores da terapia para homossexuais que pedem ajuda recebam multas e até prisão. A promoção de tais terapias também será proibida.

A terapia foi intitulada intencionalmente pela agenda LGBT como “cura gay”, para que ganhasse uma conotação negativa na sociedade. Dessa maneira, homossexuais que desejam procurar ajuda teriam maior dificuldade de exercer sua liberdade de escolha, e profissionais da psicologia – que oferecem essa ajuda – seriam facilmente punidos, correndo o risco de sofrer a cassação de sua licença profissional.

Segundo o Ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, a terapia “prejudicaria” ainda mais o homossexual.

 

“A homossexualidade não é uma doença. É por isso que o termo por si só é enganador. Essas chamadas terapias deixam você doente e não saudável”, disse Jens Spahn.

Segundo Spahn, a proibição também tem uma “mensagem social” para todos que “lutam com o homossexualismo”.

“Está tudo bem com quem você é”, disse Spahn.

A terapia para homossexuais que a desejam também será totalmente proibida para menores de idade, e nos “casos mais extremos”, pode levar a um ano de prisão.

Em outros países na Europa, políticos também debatem sobre uma possível proibição da terapia.

Na Holanda, por exemplo, a maioria da Segunda Câmara pediu ao gabinete que acabasse com esses “atos indigestos” no final de maio deste ano. Apenas quatro partidos da direita conservadora – SGP, CU, FVD e PVV – votaram contra o pedido.

Fonte: Conexão política

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium