Quarta, 12 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

27°

22° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Política TRF4
24/01/2018 14h26 Atualizada há 3 anos
Por: Bruna Sampaio

Julgamento de Lula: relator aumenta pena para 12 anos e 1 mês de reclusão

Lula (Foto: Nacho Doce/Reuters)
Lula (Foto: Nacho Doce/Reuters)

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato em segunda instância, recomendou nesta quarta-feira (24) a manutenção da condenação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá e sugeriu aumento da pena do petista para 12 anos e 1 mês de reclusão, mais 280 dias multa. 

Para que a condenação de Lula seja confirmada, ao menos um dos dois desembargadores terá que apoiar o voto do relator. A dosimetria da pena também depende do aval dos outros membros da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que julga hoje a apelação da defesa do ex-presidente no caso. 

O ex-presidente é acusado de ter recebido propina da empreiteira OAS por meio de um apartamento triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, como contrapartida a contratos fechados com a Petrobras que favoreciam a construtora. Moro condenou o petista a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Continua depois da publicidade

Segundo Gerbran, a “culpabilidade” do petista é “extremamente elevada” em razão da alta posição que ele ocupava na República.  “Não está em jogo só o patrimônio da Petrobras, mas o Estado democrático de direito”, afirmou. 

 

Fonte: Exame
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp