Sexta, 21 de fevereiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
CCOM - Campanha Cachoeiras do Piauí
[email protected]
(86) 98844-3653
Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais)

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais)

Lucas Stefano Saiba tudo o que acontece na região.

[email protected]

(86) 98844-3653

Cidades - Policial

Postada em 14/01/2020 ás 16h42

Publicada por: Lucas Stefano

Áudios: Bonde dos 40 e PCC são alvos da 'Operação Codinomes' em Timon e THE
Intefrantes do PCC e do Bonde dos 40 são os alvos da operação. Diz delegado
Áudios: Bonde dos 40 e PCC são alvos da 'Operação Codinomes' em Timon e THE

Áudios divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública mostram conversas entre presos na Operação Codinome, deflagrada hoje (14) para combater tráfico de drogas e ações das facções Primeiro Comando da Capital (PCC) e Bonde dos 40 em Teresina.  Mais de 20 pessoas foram presas.

Nos áudios um dos presos, que não teve o nome divulgado, pergunta a um futuro membro da facção se ele “mata bem” e diz que para entrar no “quadro da restrita” tem que matar pelos menos duas pessoas por semana.

 

   

 

Na conversa feita por telefone o futuro membro responde que “missão dada é missão cumprida” e o integrante da facção promete cadastrá-lo. No áudio o preso também diz que “um mano” está querendo pó (cocaína).

O quadro da restrita é uma “setor” do PCC onde o membro fica escalado exclusivamente para a organização criminosa.

O promotor José William, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), afirma que é preciso interromper  o recrutamento de novos membros do PCC no Piauí. O representante do Ministério Público Estadual revela que o Estado tem oferecido “muitos soldados” para facções.

 

Para o promotor, a principal questão não é tamanho do faccionado, mas o poder que ele tem para captar novos membros.

“Quanto mais você interrompe o processo de novos batismo ,mais impede que essas facções crescem no Estado. No sistema prisional acontece bastante que um determinado preso está no presídio e ele batiza os demais. Trazem outros presos e fazem campanhas dentro do presídio. Muitas vezes o preso é obrigado a entrar ou está indo de forma voluntária participar da facção”, analisa o promotor.

 

A prisão em Timon na semana passada contou com homens das polícias civil e polícia militar timonense, como mostra a foto acima.

Entre os presos  na operação de hoje estão sete membros que seriam considerados os “cabeças” das facções em Teresina e em Timon. Por conta da periculosidade, o MP solicitou à justiça que eles fiquem isolados no sistema prisional, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

“É para que eles não tenham possibilidade nem de comandar o crime de dentro do presídio nem ter acesso às benesses do crime. Certamente o Poder Judiciário dará todo apoio”, disse o promotor José William.

 
O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium