Domingo, 23 de fevereiro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
unnamed
[email protected]
86 9 9834-2372
Esportes

Esportes

Esportes R10 Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.

[email protected]

86 9 9834-2372

Esportes - Contratação

Postada em 21/01/2020 ás 11h26 - atualizada em 21/01/2020 ás 11h49

Publicada por: Francine Dutra

Justiça autoriza goleiro Bruno a jogar e cumprir pena no Mato Grosso
Após a decisão, Conselho da Mulher publica nota de repúdio
Justiça autoriza goleiro Bruno a jogar e cumprir pena no Mato Grosso

Foto: Marcelo Rodrigues

A Justiça de Minas Gerais autorizou o goleiro Bruno Fernandes de Souza a jogar no Operário Várzea-Grandense, clube do Mato Grosso, e a cumprir o resto da pena. Com a decisão, ele pode se mudar para Várzea Grande, em Cuiabá, cidade que é sede do time, onde ele continuará cumprindo a pena.

A informação foi confirmada pela assessoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A decisão foi proferida no último dia 17 pelo juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execução em Meio Aberto e Medidas Alternativas da Comarca de Varginha (MG).

A proposta de levar Bruno foi feita pelo Operário no ano passado. O clube esperava a decisão da justiça para dar andamento à contratação. Mais detalhes sobre a transferência do goleiro para a cidade não fora divulgados.

A notícia veio dias depois de o Fluminense de Feira de Santana, na Bahia, desistir da contratação do goleiro, especialmente depois do depoimento da jornalista Jessica Senra na TV Bahia, devido à condenação do jogador, que cumpre pena em regime semiaberto domiciliar sob a acusação de assassinar Eliza Samudio.

Conselho da Mulher repudia ação

Diante da contratação do Bruno, o Conselho dos Direitos da Mulher de Mato Grosso soltou uma nota de repúdio ao Operário Várzea-grandense. Confira:

"O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso, CEDM/MT, vem através desta manifestar seu repúdio à notícia que está circulando nos meios de comunicação que o goleiro Bruno Fernandes poderá ser contratado pelo Clube Esportivo Operário Várzea Grandense para atuar no time já neste ano.

O CEDM/MT ressalta que o goleiro Bruno foi condenado a mais de 20 anos pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex companheira, a modelo Eliza Samudio.

Ou seja, trata-se de alguém que demonstrou profundo ódio e total desrespeito às mulheres ao tratar dessa forma cruel e bárbara aquela que seria a mãe do seu filho.

Considerando que o esporte cria ídolos nos quais crianças e jovens que estão em processo de formação se espelham a contratação do goleiro Bruno para o referido time de futebol é um fato bastante preocupante.

Mesmo tendo cumprido parte da pena pela morte de Eliza Samudio, e tendo obtido na Justiça a progressão de regime para o semiaberto, a gravidade dos crimes cometidos por Bruno Fernandes impõe que ele seja tratado com mais severidade e rigor e não como se fosse um “ídolo” que merece ser disputado por clubes de futebol.

Do contrário a mensagem que fica subentendida é que o machismo, a misoginia e o feminicidio são tolerados pela nossa sociedade o que é muito sério e gravíssimo.

Isto, especialmente, no nosso país e estado onde os índices de mulheres que sofrem violência e morrem todos os dias por esse motivo estão entre os mais altos do mundo.

O CEDM/MT espera que o Clube Esportivo Várzea Grandense por respeito às mulheres e para dar um bom exemplo às novas gerações reconsidere e não contrate o goleiro Bruno.

A entidade vai acompanhar o desdobramento do caso.

Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso"

Fonte: Folhapress

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium