Segunda, 30 de março de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Campanha CCOM coronavírus
[email protected]
86 9 9834-2372
Saúde

Saúde

R10 Saúde Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.

[email protected]

86 9 9834-2372

Geral - Saúde

Postada em 21/01/2020 ás 14h37

Publicada por: Geysa Silva

Célula que pode tratar todos os tipos de câncer é descoberta por cientistas
A descoberta foi publicada na revista científica Nature Immunology, mas ainda não foi testada
Célula que pode tratar todos os tipos de câncer é descoberta por cientistas

Foto: Reprodução

Uma descoberta feita por cientistas da Universidade de Cardiff, no País de Gales, pode revolucionar o tratamento de todos os tipos de câncer no mundo.

A “Célula T”, como foi chamada, é responsável pela defesa do organismo contra ameaças desconhecidas como vírus e bactérias, e, conforme os estudiosos, ela pode atacar e destruir a grande maioria dos tipos de câncer.

A descoberta foi publicada na revista científica Nature Immunology, mas ainda não foi testada em pacientes doentes.

Conforme os cientistas, a célula pode avaliar se existe uma ameaça a ser eliminada, e essa nova célula imune suporta um receptor que age como um gancho, que se agarra à maioria dos cânceres ao mesmo tempo que ignora as células saudáveis.

Andrew Sewell, responsável pelo estudo, afirma que é altamente incomum encontrar uma célula com potencialidades terapêuticas assim tão vastas no combate ao câncer e que a descoberta aumenta a perspectiva de criar uma “terapia universal”.

“A nossa descoberta aumenta a perspectiva para os tratamentos contra o câncer. Esse tipo de célula pode ser capaz de destruir muitos tipos diferentes da doença. Antes, ninguém achava que isso fosse possível. Essa foi uma descoberta acidental, ninguém sabia que essa célula existia”, contou Sewell ao The Telegraph.

Células T e MR1

Embora o processo de como a célula ataca outras células ainda não seja compreendido, os cientistas acreditam que o receptor das células T interage com uma molécula, chamada MR1, que existe na superfície de todas as células do corpo humano.

“Somos os primeiros a descrever uma célula T que se encontra com a MR1 nas células cancerígenas. Isso nunca foi feito antes”, afirmou Gary Dolton, que participa da investigação, em entrevista à BBC.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil | Ric Mais

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium