Segunda, 06 de abril de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
Sexo e Prazer

Sexo e Prazer

Sexo e prazer Tudo sobre o universo sexual.

[email protected]

86 9 9834-2372

Geral - Veja!

Postada em 23/01/2020 ás 10h50

Publicada por: Bruna Sampaio

Relaxa e goza: como lidar com situações bizarras durante o sexo
Ainda que embaraçosas, certas coisas são mais comuns.
Relaxa e goza: como lidar com situações bizarras durante o sexo

FOTO: GETTY IMAGES

Quem nunca passou por uma situação um tanto quanto constrangedora durante o sexo e ficou dividido entre a vontades de rir, chorar ou mesmo sair correndo, que atire a primeira pedra.

São várias as possibilidades: barulhos estranhos, como o “pum vaginal” que acontece quando o ar que entra na vagina durante o sexo sai sob pressão; mudanças de posição desengonçadas e até mesmo quedas, cotoveladas e afins; mirar no “buraco errado” no calor do momento; suor pingando no rosto, no olho, na boca, e por aí vai.

Ainda que embaraçosas, certas coisas são mais comuns do que se pensa e até fazem parte do ato sexual, além de já terem acontecido pelo menos uma vez com todo mundo que transa.

A aversão a certos tipos de “imprevistos” vem de uma idealização do que deveria ser o sexo – muito por conta dos padrões encontrados em roteiros pornográficos, por exemplo. Esta expectativa pode causar, segundo o terapeuta e sexólogo André Almeida, frustração e uma consequente dificuldade em se satisfazer de fato.

“Se as pessoas trabalham com uma ideia muito utópica do que é o sexo, muito perfeito, sem caretas, com muito controle etc., se torna muito difícil ter um sexo bom, porque isso é inalcançável”, explica.

Como lidar?

A primeira coisa a se ter consciência, é que o sexo envolve seres humanos, que têm um funcionamento fisiológico obrigatório. “Suor, sons estranhos etc. são coisas nossas, e a gente precisa, simplesmente, aceitar. Somos seres humanos, produzimos fluidos, nos atrapalhamos, erramos, e sexo é isso também”, diz André.

Dito isso, a próximo passo é tentar ter leveza ao ver as coisas. “Se a pessoa tiver flexibilidade para entender que essas coisas podem acontecer, será ótimo. Em vez de constrangedor, se torna um momento engraçado e aumenta ainda mais a intimidade daqueles indivíduos”, finaliza.

Fonte: Metrópoles

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium