Sábado, 04 de abril de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Governo Full Banner Cachoeiras
Esportes - Entenda o caso

Postada em 10/02/2020 ás 14h54 - atualizada em 20/02/2020 ás 08h30

Publicada por: Geysa Silva

Neymar pai trava briga de R$ 3,5 mi por aquisição de helicóptero
Ela pode ser utilizada normalmente, mas não pode ser vendida nem alugada
Neymar pai trava briga de R$ 3,5 mi por aquisição de helicóptero

Foto: Reprodução

A compra de um helicóptero particular custa milhões e é um privilégio de muito poucos, principalmente no Brasil - de acordo com o Anac, são 1.397 aeronaves certificadas. Duas delas pertencem à Neymar Sport, empresa do pai de Neymar utilizada para a gestão de carreira do filho. No caso do maior jogador brasileiro da atualidade, entretanto, a aquisição de uma aeronave para tornar a vida mais prática se tornou também uma dor de cabeça, desembocando em uma ação judicial de R$ 3,5 milhões. 

Os valores são os cobrados pela Neymar Sport das empresas Power Aviation Importação e Tax Empreendimentos Imobiliários como saldo residual de uma operação para adquirir, em 2013, um helicóptero Eurocopter EC 1300B4. A aeronave foi a primeira adquirida por Neymar pai, e, atualmente, está liberada para uso, mas bloqueada para venda pela Receita Federal.

Diferentemente do que foi amplamente noticiado na imprensa em 2013, Neymar e seu pai não compraram o helicóptero. Na verdade, a aquisição se deu por meio de uma operação bem mais complexa, detalhada em documentos obtidos pelo UOL Esporte.

A Neymar Sport emprestou à Power Aviation e à Tax Empreendimentos o valor de US$ 3,8 milhões (na época, R$ 7,9 milhões; hoje, R$ 16,6 milhões). Como garantia que devolveriam o valor, as empresas deram o helicóptero, avaliado em US$ 3 milhões (R$ 6,3 milhões na época, cerca de R$ 13 milhões atualmente). A aeronave ficou liberada para uso de Neymar, e passaria, oficialmente, à empresa que cuidam da carreira do jogador caso o empréstimo não fosse devolvido até julho de 2014.

Foi exatamente esse o desfecho. O pagamento não foi realizado, e aeronave que já era utilizada por Neymar, transferida para a titularidade da Neymar Sport. Restou, entretanto, o saldo de US$ 800 mil dólares, diferença entre o valor do empréstimo e o valor estabelecido em contrato para o helicóptero. Corrigida e atualizada, essa soma totaliza os R$ 3,5 milhões que o pai de Neymar cobra das duas empresas.

A disputa jurídica não é o primeiro problema que atinge o primeiro helicóptero de Neymar. A aeronave está bloqueada pelo processo administrativo que a Receita Federal move contra o jogador e seu pai desde 2015. Isso significa que ela pode ser utilizada normalmente, mas não pode ser vendida nem alugada até que a ação seja concluída.

O problema não é maior porque o Eurocopter EC 1300B4 não é mais, desde o ano passado, o principal helicóptero de Neymar. A Neymar Sport adquiriu pouco antes do carnaval de 2019 um BK-117 D2, modelo de última geração fabricado pela Airbus. A nova aeronave é personalizada, com direito a símbolo do Batman nos bancos internos e o prefixo PP-NJR pintado no exterior.

Fonte: Folhapress

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Gilbués-PI Por Henrique Guerra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

São João do Arraial segue sem nenhum caso confirmado de Coronavírus

Floriano Por Ilizianny de Carvalho

Prefeitura inicia entrega de cestas básicas em Floriano

São Francisco do Piauí Por Abdoral Pimentel

Grave acidente em São Francisco do Piauí não deixa feridos

Miguel Alves-PI Por

Em meio à pandemia, vereadores reajustam os próprios salários no PI

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium