Quinta, 24 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Governo Setembro 3
[email protected]
86 9 9834-2372
Tecnologia

Tecnologia

R10 Tecnologia Todas as informações sobre tecnologia no mundo.

[email protected]

86 9 9834-2372

Geral - Multa

Postada em 11/02/2020 ás 11h12 - atualizada em 11/02/2020 ás 11h26

Publicada por: Francine Dutra

Apple recebe multa milionária por deixar iPhones antigos mais lentos
Empresa tem de pagar equivalente a R$ 128 milhões para órgão francês de combate a fraude.
Apple recebe multa milionária por deixar iPhones antigos mais lentos

Foto: Reprodução/Apple

A Apple recebeu multa multimilionária por ativar recurso que deixa iPhones antigos mais lentos. O órgão que regulamenta a concorrência e fraude na França (DGCCRF) exigiu que a fabricante pagasse uma multa de 25 milhões de euros (cerca de R$ 128 milhões em conversão direta) por prática comercial enganosa ao não informar aos consumidores sobre o função. A empresa da maçã ainda terá que exibir aviso de que realizou prática ilegal.

A empresa confirmou que realmente havia ativado o recurso, mas que a intenção era impedir que os celulares antigos desligassem abruptamente. O caso se tornou polêmica ao redor do mundo.

A situação se iniciou em 2017, quando a Apple lançou a atualização do sistema iOS 10.2.1. Os usuários perceberam lentidão em celulares antigos. Devido ao volume de reclamações, o órgão regulador analisou o problema e identificou que havia um recurso no update que realmente deixava os smartphones mais vagarosos.

A fabricante revelou que o recurso estava na atualização, mas que a intenção não era comercial. Disse a companhia, na ocasião, que queria impedir que a bateria dos iPhones antigos não forçassem o telefone a desligar abruptamente quando o componente estivesse desgastado. Isso poderia acontecer porque as baterias podem não responder aos picos de energia requeridos por algumas funções do novo sistema e, como modo de segurança, desligariam o smartphone.

Apesar da explicação, o DGCCRF acusou a Apple de prática enganosa por omissão, já que na época ela não informou aos usuários sobre a instalação do recurso. Além disso, a justiça francesa entendeu que a companhia não explicou que trocar a bateria resolveria o problema.

O caso levou a Apple a fornecer troca de baterias por um preço bem mais baixo que o normal e muita gente se valeu da situação para trocar o componente. Foram 11 milhões de pessoas que realizaram a manutenção por apenas US$ 29 (R$ 125).

Além da multa de 27 milhões de euros, a Apple também será obrigada a exibir no site por um mês que foi multada por não informar aos usuários sobre a função do sistema. Agora, a maçã já disponibiliza a opção de desativar a restrição de desempenho. Os iPhones também informam como está a saúde da bateria e quando é o melhor momento de trocá-la.

A Apple já tinha sido multada na Itália. A empresa presidida por Tim Cook foi obrigada a pagar 10 milhões de euros (R$ 47 milhões) por acusações semelhantes.

Fonte: Techtudo

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium