Domingo, 09 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Geral - Veja quais são

Postada em 19/02/2020 ás 08h07 - atualizada em 19/02/2020 ás 08h57

Publicada por: Geysa Silva

Sete cidades ficaram sem água após rompimento de adutora no Piauí
Agespisa divulgou nota informando que já mobilizou técnicos para corrigir o problema
Sete cidades ficaram sem água após rompimento de adutora no Piauí

Foto: Reprodução

Ao menos sete cidades piauienses ficaram sem água nesta terça-feira (18). Após problema ocorrido na adutora Garrincho, entre a Estação de Tratamento de Água e a zona urbana do município de São Raimundo Nonato, região Sul do Piauí, os municípios de São Raimundo Nonato, Dirceu Arcoverde, São Lourenço, Bonfim do Piauí, Várzea Branca, São Brás do Piauí e do povoado Minador, em Anísio de Abreu ficaram sem água.

A Agespisa informou à imprensa que mobilizou técnicos e equipamentos para a realização de uma operação em caráter emergencial com a finalidade de corrigir, o mais rápido possível, o problema. A empresa informou também que, por conta da complexidade do serviço, ainda não há previsão para retomada do abastecimento.

Segundo a Agespisa, o trecho onde houve o rompimento vem apresentando vazamentos constantemente. “Trata-se de uma obra construída por outro ente público e repassada para a Agespisa. O material utilizado é de qualidade inconsistente e vive apresentando defeitos”, informa a nota da empresa.

A Adutora do Garrincho tem uma extensão de 39 quilômetros. O bombeamento é feito do Açude Petrônio Portella, onde a água é captada, até à Estação de Tratamento de Água, num percurso de 22 quilômetros. Daí até chegar em São Raimundo Nonato são mais 17 quilômetros.

Veja o vídeo

Veja a nota divulgada pela Agespisa: 

Agespisa mobiliza equipe para corrigir vazamento no Garrincho

A Agespisa mobilizou técnicos e equipamentos dos setores de obras e operação para atuar em caráter emergencial na correção de um grande vazamento que deixou sem água a cidade de São Raimundo Nonato e mais seis cidades na região. Por conta da complexidade do serviço, ainda não há previsão para retomada do abastecimento.

Além de São Raimundo Nonato, o problema atinge os moradores dos municípios de Dirceu Arcoverde, São Lourenço, Bonfim do Piauí, Várzea Branca, São Brás do Piauí e do povoado Minador, em Anísio de Abreu.

O trecho onde houve o rompimento vem apresentando vazamentos constantemente e fica entre a Estação de Tratamento de Água e a zona urbana de São Raimundo Nonato.

Trata-se de uma obra construída por outro ente público e repassada para a Agespisa. O material utilizado é de qualidade inconsistente e vive apresentando defeitos.

Em agosto do ano passado, a Agespisa realizou uma força-tarefa e substituiu 300 metros de tubos da Adutora do Garrincho com o objetivo de sanar parte dos constantes problemas. Há cerca de seis anos, outro importante trecho foi todo refeito pela Agespisa, a um custo aproximado de R$ 11 milhões.

A Adutora do Garrincho tem uma extensão de 39 quilômetros. O bombeamento é feito do Açude Petrônio Portella, onde a água é captada, até a Estação de Tratamento de Água. Até aí são 22 quilômetros. Daí para São Raimundo Nonato são mais 17 quilômetros.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Anísio de Abreu Por Gleniston Ferreira

Boletim atualizado do covid-19

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Iniciada obras de implantação da torre de telefonia 4G no Res. Novo Tempo

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Corpo de vendedor de peixes é encontrado em matagal no Piauí

Inhuma-PI Por Juerismar Luis

Saúde de Inhuma distribui máscaras e realiza testagem em agentes de endemia

Gilbués-PI Por Lucas Oliveira

Prefeito de Gilbués decreta LOCKDOWN dias 08 e 09 de agosto

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium