Sexta, 14 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
Saúde

Saúde

R10 Saúde Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.

[email protected]

86 9 9834-2372

Geral - Você não sabia

Postada em 19/02/2020 ás 10h51 - atualizada em 19/02/2020 ás 11h04

Publicada por: Francine Dutra

Dor de cabeça: conheça 6 causas inusitadas para o problema
A dor pode ser causada por motivos inusitados como sexo, faxina e até sorvete.
Dor de cabeça: conheça 6 causas inusitadas para o problema

Foto: Reprodução

Se você nunca sentiu uma dor de cabeça, algo improvável, saiba que sentirá — e pode ser agora mesmo. Estudos recentes mostram que nove em cada dez pessoas, crianças inclusive, têm algum tipo de cefaleia, a denominação científica para a mais tristemente democrática das condições de saúde. Pelo menos 150 modalidades de cefaleia já foram catalogadas, de diferentes graus de sofrimento, duração e localização.

Alguns fatores, como depressão, ansiedade, uso inadequado de medicamentos, falta de sono e estresse estão entre os principais estímulos do problema. Porém, a BBC listou seis causas inusitadas que também podem contribuir para as terríveis dores. Confira abaixo quais são elas.

Sexo

Algumas vezes, a dor de cabeça pode ser usada como uma desculpa para não fazer sexo. Mas, acredite, existe uma dor de cabeça causada justamente pela atividade sexual.

De acordo com a International Headache Society (IHS), organização britânica sem fins lucrativos que ajuda pessoas que sofrem de dor de cabeça, essa manifestação geralmente começa “como uma dor bilateral que aumenta acompanhando a excitação e que, de repente, se intensifica no orgasmo, mesmo sem qualquer distúrbio intracraniano (observado)”.

O problema já recebeu diferentes nomenclaturas na literatura especializada: dor de cabeça sexual benigna ou dor de cabeça sexual vascular benigna, cefaleia coital ou dor de cabeça coital, cefaleia orgásmica ou dor de cabeça orgásmica.

A intensidade da dor “abrupta e explosiva” pode ocorrer um pouco antes da chegada ao orgasmo. A duração pode variar entre alguns minutos e 72 horas.

Segundo o Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), acredita-se que “as dores de cabeça sexuais se devam a uma pressão que se acumula nos músculos da cabeça e pescoço” conforme avança a relação sexual. Embora inconveniente, essa dor geralmente é inofensiva e não é necessário abster-se da atividade sexual. Medidas simples, como tomar um analgésico antes do sexo pode resolver. Mas, se a dor for constante, o ideal é procurar um médico.

Bruxismo

Se você já acorda com dor de cabeça, o bruxismo noturno, um hábito involuntário de apertar, ranger ou bater dos dentes involuntariamente durante o sono, pode ser o culpado. Nesses casos, a dor é chamada de dor de cabeça atribuída à disfunção temporomandibular (DTM) e é causada pela contração dos músculos da mandíbula. “Ranger os dentes é cerca de 40 vezes mais potente que mastigar”, explicou Nigel Carter, da fundação British Oral Health, à BBC.

Estima-se que 12% dos adultos tenham bruxismo e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 30 milhões de pessoas no mundo tenham DTM. De acordo com Daniel Bonotto, professor do curso de Especialização em DTM e Dor Orofacial da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em artigo escrito no site da Sociedade Brasileira de Cefaleia, este tipo de dor de cabeça apresenta algumas características frequentes: acontecem na região das têmporas e no rosto, pioram com movimentos da boca ou durante a mastigação, pioram com o apertar dos dentes e pioram ao apertar a região das têmporas.

A melhor maneira de resolver isso é ir ao dentista para diagnosticar o problema corretamente e utilizar um protetor bucal feito sob medida para resguardar os dentes durante o sono.

Faxina

Pode parecer desculpa esfarrapada para fugir da obrigação, mas muitas pessoas de fato têm dor de cabeça após limpar a casa. De acordo com o NHS, “os produtos de limpeza doméstica, bem como perfumes e purificadores de ar aromatizados, contêm produtos químicos que podem levar à dor de cabeça”.

Nesses casos, a indicação é evitar usar esses produtos e outros com aroma forte, além de abrir as janelas durante a faxina.

Iluminação

Luzes muito fortes ou brilhantes, especialmente as que piscam, podem causar enxaquecas. De acordo com o NHS, esse tipo de iluminação aciona certas substâncias químicas no cérebro, que “ativam o centro da enxaqueca”.

A recomendação é que pessoas que sofram disso usem óculos de sol dentro e fora de ambientes internos. Lentes polarizadas também são uma opção. “No trabalho, ajuste o monitor do computador ou coloque uma tela protetora antirreflexo. Você também pode desligar certas luzes ou movê-las. Se não puder, mude de lugar no escritório. As luzes fluorescentes tendem a piscar. Se possível, substitua-as por outro tipo de iluminação.”

Sorvete

“Você sente uma dor aguda e pulsante na testa quando come um sorvete? Então você é suscetível a dores de cabeça causadas pelo alimento frio que se move pelo palato e por trás da garganta. Picolés e bebidas geladas têm o mesmo efeito”, diz o NHS.

Segundo a Harvard Health Publishing, a publicação da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, quando o sorvete toca essas partes da boca, faz com que “pequenos vasos sanguíneos nessas áreas se contraiam e depois se expandam rapidamente”.

“Os receptores de dor [localizados] próximos aos vasos sanguíneos detectam desconforto e enviam a mensagem, através de pequenas fibras nervosas, para um nervo maior, que, por sua vez, envia o sinal para o cérebro.”

A boa notícia é que, segundo o NHS, é que essas dores raramente duram mais do que dois minutos e não exigem tratamento.

Postura

A má postura causa “tensão na parte superior das costas, pescoço e ombros, o que pode gerar dor de cabeça”, segundo a NHS. Nesse caso, a dor é latejante e localizada na base do crânio. Às vezes chega ao rosto, especialmente na testa.

O principal conselho é sentar-se em linha reta e deixar a região lombar bem sustentada, além de evitar ficar na mesma posição por um longo período. Segurar o telefone entre a orelha e o ombro enquanto escreve deve ser um hábito abolido, porque a tensiona os músculos.

Vale ressaltar que se você acredita ter problemas de postura, o ideal é procurar um profissional de saúde para diagnosticar e corrigir o problema. A dor de cabeça pode ser apenas uma das várias consequências disso.

Fonte: Veja

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium