Terça, 04 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
Radar Político

Radar Político

Radar Político Últimas notícias, entrevistas, reportagens e análises sobre o que acontece na política.

[email protected]

86 9 9834-2372

Política - Levantamento

Postada em 19/02/2020 ás 17h53

Publicada por: Geysa Silva

Estudo revela baixa representatividade feminina na política brasileira
O DF lidera o ranking como o ente da federação que mais possui mulheres em cargos eletivos do Brasil
Estudo revela baixa representatividade feminina na política brasileira

Foto: Reprodução

Um estudo que vêm sendo elaborado pela Procuradoria da Mulher do Senado Federal, obtido com exclusividade pela coluna, expõe a defasagem da representatividade feminina na política do país. Com dados de 2019, o Distrito Federal lidera o ranking como o ente da federação que mais possui mulheres em cargos eletivos do Brasil. O material, no entanto, ainda não está concluso.

O documento compara a participação das mulheres com relação ao número “total de cargos eletivos”, como enfatiza o texto. Só que mesmo o DF, que possui o maior percentual de cargos ocupados pelo gênero, o índice ainda é considerado baixo, 25%. Ou seja, a cada quatro candidatos eleitos, apenas um é do sexo feminino.

O vizinho brasiliense, o Goiás, está em 19º no ranking com 11,6% de cargos ocupados por políticas. O percentual é bem inferior ao do DF.

Em último do ranking está o Espírito Santo com apenas 8,6% de representatividade feminina. O Estado se aproxima, no entanto, do índice médio apresentado pelo Sudeste (de 9,6%), que possui o menor percentual das cinco regiões brasileiras.

O estudo também traz o número de mulheres nos diferentes cargos eletivos do país. A percentagem total de senadoras é de 13,5%, mas 16 Estados brasileiros não possuem mulheres ocupando uma das três cadeiras da Câmara Alta. Para deputados estaduais, a média fica em 15,5%, pouco acima do percentual de cadeiras femininas nos municípios. 11,6% das prefeituras do país são representadas por mulheres e 13,5% das Câmara municipais por vereadoras.

O índice mais alarmante é o de governadora, que só possui uma representação, no Rio Grande do Norte. Fátima Bezerra (PT) impediu que o índice atingisse o patamar zero, mas, neste quesito, o país ficou com 3,7% de representatividade.

Na Câmara federal apenas 14,8% das luxuosas cadeiras são ocupadas por deputadas. Neste índice, a capital federal apresenta o melhor percentual de cadeiras femininas, com 62,5%.

A coluna, no entanto, reforça que o material da Procuradoria da Mulher do Senado Federal ainda está em fase de finalização.

Fonte: Jornal de Brasília

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium